Gordofobia – Este preconceito pode prejudicar sua carreira

Categoria dos serviços do psicólogo: pânico, medo, fobia
Gordofobia

Como lidar com a gordofobia e vencer os preconceitos sociais

Vivemos em tempos de intolerâncias. Parece que não estar dentro de um padrão se tornou alvo para a mordacidade e olhares tortos. Já existem leis para proteger as pessoas do preconceito. Mas o que falar sobre a gordofobia? A psicologia trata de diversos conflitos causados pela gordofobia, como sentimento de rejeição, conflitos internos e problemas de autoestima devido a diversas oportunidades negadas.

Nos Estados Unidos a obesidade já é tratada como uma epidemia, que tem sua situação agravada por fatores genéticos e hábitos alimentares. Porém a situação não se limita a adaptação do mercado para atender pessoas acima do peso. Diversos nichos já se adaptaram à diversidade de biotipos.

Como a gordofobia afeta a vida das pessoas

No mercado de trabalho é o local onde mais mais se sente a presença da gordofobia. Pessoas gordas têm menos chances de serem contratadas e salários mais baixos do que pessoas magras com o mesmo cargo.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para questões de pânico, medo ou fobia, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

A pressão para ter um corpo magro começa na infância e é difícil. Elas vêem nos exemplos dos adultos as limitações que conhecerão na maturidade. A depressão costuma acompanhar a vida das pessoas que sofrem com esses preconceitos. Inclusive, pessoas acima do peso sentem muito a pressão nos relacionamentos, sendo causa comum de conflitos ou diminuição de chances de encontrar um parceiro.

As mulheres sofrem mais, pois a sociedade exige um padrão estético quee parece ignorar mulheres reais. Homens também sofrem com gordofobia, mas conseguem driblar minimamente a situação, quando bem sucedidos.

Como lidar com a gordofobia? Como ter autoestima para enfrentar os preconceitos sociais? Você já parou para pensar o quanto isso é nocivo para quem sofre com esse tipo de preconceito? Não é fácil, mas reunimos algumas dicas para ajudar as pessoas a se protegerem dessa discriminação.

1) Não existe padrão de beleza

O autoconhecimento é a maior arma contra qualquer discriminação. Conhecer seu potenciais criativos e seus talentos, evitará que alguém exerça influência negativa sobre você. É algo de dentro para fora, que ao ser construído, torna você imbatível. Com a autoestima fortalecida, você irá se sobressair indiferente de sua aparência física.

2) Fuja dos estereótipos

As pessoas gordofóbicas têm conceitos pré-estabelecidos a respeito de pessoas com sobrepeso ou obesas. Elas acreditam que pessoas gordas são lentas, vivem comendo ou que são preguiçosas. Mas nada disso condiz com a realidade de uma pessoa que está acima do peso. Portanto, simplesmente ignore o que pensam sobre você e mãos a obra. Talento se mostra com atitudes e não na balança.

3) Cuide de sua alimentação e vença a gordofobia

Não se deixar abater pelo preconceito é uma coisa e não cuidar da saúde é outra. Por isso, é importante sempre pensar em você mesmo, e no benefício de ter uma alimentação saudável. Se tiver condições, inclua alguns exercícios a sua rotina. Isso lhe renderá mais energia e mais autoestima, resultando em boa qualidade de vida.

Leia também: Por que é tão difícil emagrecer?

4) Deixe claro quando for vítima de gordofobia

Ao perceber que está sendo vítima de gordofobia, esclareça para quem o tratar assim. Conscientizar é fundamental para que o outro perceba o quanto isso fere. Os prejuízos ultrapassam questões profissionais, podendo levar quem sofre com esse preconceito à depressão profunda e até mesmo a reclusão social.

5) Procure ajuda de um psicólogo

Lidar com qualquer tipo de preconceito é difícil, gera dores e transtornos psicológicos. Ao perceber que isso está deixando alguém que você conhece triste ou mesmo que você está enfrentando sozinho esse problema, procure ajuda. Busque ajuda com os amigos, familiares, gestores e se entender que é necessário, converse com um psicólogo. Ele irá ajudar a encontrar formas de lidar com esse problema.

Se você sente gordofobia, busque ajuda igualmente para lidar com sua percepção sobre o outros e aprender a lidar com as diferenças. Empresas deve orientar seus funcionários para não discriminar as pessoas por não ter a aparência que julgam mais apropriada para suas equipes.

Os departamentos de Recursos Humanos podem ajudar seus gestores a vencer a preconceito com treinamentos e criando cotas para inclusão social de pessoas acima do peso, e para as que integram a equipe, programas de qualidade de vida e saúde.

Esse artigo foi útil? Pode ser que você se interesse por esse aqui também: Avaliação Psicológica sobre a Cirurgia Bariátrica

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.