Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Passividade ou assertividade?

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia cognitivo comportamental, tcc
Passividade ou assertividade

São tantos os conceitos que se espalham, principalmente no mundo corporativo que, às vezes, as pessoas acabam fazendo confusão e até usando equivocadamente alguns deles.

A passividade e a assertividade são temas que, geralmente, causam desentendimento. A passividade é considerada uma virtude, mas não deve ser levada ao pé da letra em todas as situações.

Uma pessoa passiva demais, por exemplo, pode acabar tendo problemas por aceitar tudo o tempo todo. Isto não é benéfico. A situação pode se agravar e há casos em que um psicólogo pode ajudar bastante a manter o equilíbrio entre “aceitar” e “contestar”.

Você aceita tudo sem problemas e se corrói por dentro por não ter dito “não”? Você tem vontade de agradar a todos, o tempo todo, negligenciando seus próprios desejos e compromissos, ocasionando infelicidade e ressentimento para você mesmo e para aqueles com quem convive?

Se respondeu sim a ambas as perguntas, cuidado! É hora de medir melhor este grau de aceitação.

Os passivos são pessoas boas que sofrem

Levar uma vida passiva, sempre tentando evitar conflitos e agradar aos outros, pode ser um indício de frustração ali na frente. Porque isto leva ao medo de perguntar, questionar, dar trabalho para os outros e parecer desagradável.

Valor Consulta Psicóloga Cristiane






Não quero informar nome ou e-mail





Isto acontece com pessoas boas, preocupadas com os demais, mas que por dentro sofrem em silêncio, têm crises de ansiedade, raiva, depressão e ressentimento.

E quando se ressentem, punem-se a si mesmos. A cura para este excesso de bondade e passividade chama-se assertividade.

Muitos se confundem e usam este termo de maneira equivocada, usando-o quando querem expressar que uma pessoa está certa. Mas assertividade não significa que alguém está certo ou errado.

Ser assertivo significa demonstrar que você tem uma dose certa e saudável de confiança em si mesmo e nos outros e que é capaz de se defender, os seus direitos. Portanto, a assertividade é um perfeito equilíbrio entre as atitudes passivas e as agressivas.

Uma pessoa assertiva é autoconfiante e não tem dificuldades para expressar a sua opinião diante dos demais. Trata-se de uma competência emocional dos indivíduos que conseguem tomar posições claras.

A pessoa assertiva, na maioria das situações, mostra segurança, sabe o que quer e tem claros os alvos que pretende acertar.

Os assertivos sabem defender suas ideias

Normalmente a assertividade está relacionada às ideias positivas e proatividade. Assertiva é, ainda, a pessoa que sabe defender com firmeza suas ideias e, ao mesmo tempo, respeita os que têm opinião contrária.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Por isso, é bem aceita no grupo. Ao contrário da passividade, a assertividade consiste na estratégia madura de quem tem alta autoestima e defende suas convicções com propriedade, sem se submeter ao que as outras pessoas desejam dela.

A expressão também aparece muito quando estamos nos referindo a uma pessoa que se comunica de forma clara, objetiva, transparente, franca e honesta.

O indivíduo assertivo é direto, não usa atalhos e não espera que os outros leiam sua mente. Ele vai, fala o que pensa com vigor, coloca pra fora seus pensamentos, desejos, sentimentos e, quando é confrontado, não fica irritado, triste ou frustrado.

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O mundo está competitivo e ninguém está muito preocupado com que os outros sentem ou necessitam. Neste contexto, a assertividade é mais benéfica que a passividade.

Quando a pessoa consegue mostrar o que sente e se expressar com facilidade, ela é mais bem aceita pelo grupo e se sente mais feliz.

Afinal, o ressentimento, muito presente entre aqueles “que engolem muito sapo”, só trás intranquilidade e mal-estar. Por isso, se você está tendo dificuldade para ser mais assertivo e menos passivo, conte com a ajuda de um psicólogo e da psicoterapia.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Corpo Perfeito e Psicologia

    Corpo Perfeito e Psicologia
    A busca do corpo perfeito é, muitas vezes, seguida de frustração. Essa dinâmica pode levar algumas pessoas à depressão. Texto elaborado por psicólogo da clínica de psicologia 
  • Como lidar com a pressão

    Como lidar com a pressão
    Sentir-se sob pressão pode ser descrito como uma forma de ansiedade; um sentimento perpétuo de que você é obrigado a entregar resultados
  • Pessoas Influenciáveis

    Pessoas Influenciáveis
    Um sujeito influenciável, em um conceito de fácil entendimento, é aquele que possui certo grau de obediência perante regras estabelecidas por outro indivíduo

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC