Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Terapia Comportamental

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia cognitivo comportamental, tcc
Terapia Comportamental

A terapia analítico-comportamental tem como foco a pessoa em seu contexto e, como objetivo, minimizar o sofrimento o sofrimento do paciente, fazendo-o ter outro olhar diante das situações que lhe causam angústia e preocupação, informam os psicólogos.

Já na primeira consulta, o terapeuta deverá coletar o maior número de informações possíveis relacionadas ao motivo que trouxe o paciente ao consultório.

Pois assim, poderá planejar o tratamento específico para a demanda do paciente – não existe um único tipo de tratamento se pensar que, cada caso é um caso e cada paciente é um paciente, com limitações, angústias e histórico de vida diferente.

Como funciona a Terapia Analítico-Comportamental?

Valor Consulta Psicóloga Marcela






Não quero informar nome ou e-mail





Do mesmo modo que os relatos do paciente são de extrema importância, também caberá ao terapeuta se atentar e saber ouvi-lo.

No primeiro caso, a ideia é que o terapeuta esteja atento ao que o paciente lhe diz além das palavras.

Por exemplo, seu estado físico, que tende a dizer muito sobre seu estado interno, que às vezes é mais difícil para se tornar público, e o modo como se “comporta” na sessão (olhar muitas vezes ao relógio, suar, gaguejar, roer unhas, etc.).

Ouvindo o paciente

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Já sobre ouvir o paciente, o terapeuta, principalmente nos primeiros encontros, terá mais o papel de escutar as queixas contadas pelo paciente, mas não de uma maneira “simples”, como qualquer outra pessoa de seu convívio.

É papel do psicólogo ajudar, caberá ao terapeuta ouvir o paciente sem julgar suas atitudes e pensamentos, questionando apenas pontos específicos que podem não ter ficado totalmente claros para o terapeuta, e apenas compreender o que for dito e, com o passar das sessões, usar as informações trazidas na intervenção.

O intuito maior da terapia é o de possibilitar autoconhecimento e autonomia para o paciente, ensinando-o na relação terapeuta-paciente a se observar e a compreender as relações que acontecem à sua volta.

Acredita-se que assim será possível que o próprio paciente identifique os “comportamentos-problemas” que lhe fazem sofrer, assim como, os comportamentos que lhe possibilitam consequências agradáveis, para então, decidir se vai modifica-los ou mantê-los.

Benefícios da Terapia Analítico-Comportamental?

Como Escolher seu Psicólogo

Nesse guia completo você vai conhecer tudo sobre psicólogos e psicoterapia. A escolha do psicólogo certo para você envolve diversos fatores. Descubra aqui.

COMO ESCOLHER O SEU PSICÓLOGO

Dentre os benefícios da terapia analítico-comportamental (metodologia, técnicas e etc.) destaca-se a interação entre terapeuta e paciente, o que possibilita a reprodução das relações do paciente com outras pessoas.

Desse modo, é possível uma intervenção mais assertiva sobre os “comportamentos-problemas” apresentados em sessão, que acontecem em outros lugares e que acabam causando sofrimento ao paciente.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • TDAH em adultos

    TDAH em Adultos
    O TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade é uma doença popularmente conhecida por afetar crianças e ser descoberta durante o período escolar. O que muitas pessoas não sabem é que ela pode persistir na vida adulta.
  • Insegurança Profissional

    Insegurança Profissional e Psicologia
    A insegurança profissional é um entrave para o universo corporativo, sendo responsável por limitações também no crescimento pessoal. É comum que as pessoas tenham receio de expor seus posicionamentos, ideias e dúvidas
  • Entendendo a Solidão

    Entendendo a Solidão
    A solidão é um sentimento universal que afeta a todos em algum momento da vida. Segundo o psicólogo as causas da solidão são tão variadas quanto sua intensidade e duração

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC