Terapia Comportamental

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia cognitivo comportamental, tcc
Terapia Analítico-Comportamental

O que é Terapia Analítico-Comportamental

A terapia analítico-comportamental tem como foco a pessoa em seu contexto e, como objetivo, minimizar o sofrimento o sofrimento do paciente, fazendo-o ter outro olhar diante das situações que lhe causam angústia e preocupação.

Já na primeira consulta, o terapeuta deverá coletar o maior número de informações possíveis relacionadas ao motivo que trouxe o paciente ao consultório, pois assim, poderá planejar o tratamento específico para a demanda do paciente – não existe um único tipo de tratamento se pensar que, cada caso é um caso e cada paciente é um paciente, com limitações, angústias e histórico de vida diferente.

Como funciona a Terapia Analítico-Comportamental?

Do mesmo modo que os relatos do paciente são de extrema importância, também caberá ao terapeuta se atentar e saber ouvi-lo. No primeiro caso, a ideia é que o terapeuta esteja atento ao que o paciente lhe diz além das palavras, por exemplo, seu estado físico, que tende a dizer muito sobre seu estado interno, que às vezes é mais difícil para se tornar público, e o modo como se “comporta” na sessão (olhar muitas vezes ao relógio, suar, gaguejar, roer unhas, etc.).

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para atendimento de terapia cognitivo comportamental, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Ouvindo o paciente

Já sobre ouvir o paciente, o terapeuta, principalmente nos primeiros encontros, terá mais o papel de escutar as queixas contadas pelo paciente, mas não de uma maneira “simples”, como qualquer outra pessoa de seu convívio. Caberá ao terapeuta ouvir o paciente sem julgar suas atitudes e pensamentos, questionando apenas pontos específicos que podem não ter ficado totalmente claros para o terapeuta, e apenas compreender o que for dito e, com o passar das sessões, usar as informações trazidas na intervenção.

O intuito maior da terapia é o de possibilitar autoconhecimento e autonomia para o paciente, ensinando-o na relação terapeuta-paciente a se observar e a compreender as relações que acontecem à sua volta. Acredita-se que assim será possível que o próprio paciente identifique os “comportamentos-problemas” que lhe fazem sofrer, assim como, os comportamentos que lhe possibilitam consequências agradáveis, para então, decidir se vai modifica-los ou mantê-los.

Benefícios da Terapia Analítico-Comportamental?

Dentre os benefícios da terapia analítico-comportamental (metodologia, técnicas e etc.) destaca-se a interação entre terapeuta e paciente, o que possibilita a reprodução das relações do paciente com outras pessoas. Desse modo, é possível uma intervenção mais assertiva sobre os “comportamentos-problemas” apresentados em sessão, que acontecem em outros lugares e que acabam causando sofrimento ao paciente.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Outros textos que podem lhe interessar