Insegurança no Relacionamento

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia de casal, relacionamentos, casamento
Insegurança no Relacionamento

Saiba como a insegurança no relacionamento pode afetar a vida do casal.

A insegurança faz parte da vida de todo mundo, principalmente quando dividimos nossas vidas a dois em uma relacionamento. Isso se torna problema quando as pessoas envolvidas passam a não saber lidar com ela.

Confira as dicas dos psicólogos para lidar com ela.

Como lidar com a insegurança no relacionamento

A insegurança é uma reação natural a determinados acontecimentos na vida de uma pessoa. Geralmente ela está ligada a situações que, em alguma instância, podem oferecer algum tipo de risco ou ameaça.

Os medos, ciúmes, rejeições, ausência de afeto, situações de suposto perigo, desconfiança, começam a fazer parte da rotina do casal. Assim sendo, a insegurança no relacionamento pode inicia de forma natural e progredir para questionamentos e atritos de um para o outro, com acusações e fantasias geradas pelo medo.

A inquietação e o receio são elementos comuns na relação, muitas vezes geradas pela falta de diálogo. Sem uma comunicação transparente, as demonstrações de afeto e carinho ficam cada vez mais raras. Isto prossegue até que, aos poucos, pode fazer com que o casal assuma comportamentos agressivos mais sérios.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo para terapia de casal, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

>>>Veja também: Como melhorar a comunicação no relacionamento

Em geral, os psicólogos dizem que os estados de insegurança fazem parte da própria formação da mentalidade da pessoa. Elas têm relação direta com suas experiências em casa, na infância e em certa insatisfação emocional individual. A frustração e a baixa autoestima também são uma das suas principais causas para a insegurança no relacionamento.

O que fazer para tratar a insegurança no relacionamento

Reconheça a sua insegurança

Autoconhecimento é a palavra-chave. A partir do momento em que a pessoa passa a analisar cada situação ocorrida no passado, ela perceberá se há justificativas sérias ou não para a insegurança.

Procure tratamentos que visam melhorar a autoestima

Fugir das situações desagradáveis e que geram medo está bem longe da solução. Estes sentimentos devem ser reconhecidos primeiramente e depois trabalhados.

Pode parecer mais difícil para encarar seu ponto fraco. No entanto, isso pode resultar em algo muito além do ideal. A superação dos obstáculos pessoais faz elevar a autoestima a padrões superiores. E com isso não há espaço para insegurança no relacionamento ou ilusões.

Aceitação de si

Significa que perceber as fragilidades e pontos qualitativos em si mesmo é tão importante quanto apenas escolher as habilidades da assertividade. Ou seja, é importante reconhecer que podemos perder, que nem sempre estamos acima de tudo, e principalmente aceitar a si mesmo.

O valor da troca

Todas as relações afetivas são baseadas em alguma forma de troca e do compartilhar de sentimentos, ideias, atitudes etc. Ou seja, a reciprocidade é um fator muito importante. Quando uma pessoa apenas dá e não realiza a troca, perde um elemento muito importante no relacionamento.

Saiba também que cobrar ou pedir reciprocidade deve ser feito de forma consciente e horizontal. E isso significa não apenas esperar uma “recompensa” de prêmio ou conquista por meios de manipulação. A boa companhia se dá com trocas isentas de outros interesses.

Faça hoje, não amanhã

Não espere para mudar, trate de buscar terapias para o autoconhecimento, que proporcione um lugar seguro onde possa vivenciar sua relação no agora. Não acostume-se a fazer comparações com as relações passadas.

Crie novas formas de entreter sua mente, deixando de lado os pensamentos negativos e a ansiedade. Saia da rotina e da zona de conforto.

No início de um relacionamento é importante cuidar das expectativas. Muitas vezes, se espera demais sem conhecer minimamente a pessoa que se deseja estar junto. Isso, com o tempo pode agravar-se tornando desastrosa o ideal construído previamente.

A insegurança é um mecanismo de proteção instintiva do ser humano, por isso é normal ter reações que não podemos segurar. No entanto, adotar novas posturas, recondicionar nosso comportamento em relação àquilo que nos causa medo já é um bom passo dado. Para a psicologia, é muito importante aprender a ter autocontrole sobre si e ajuda a ter uma relação melhor com outra pessoa.

Agora que você já sabe como lidar com a insegurança no relacionamento, não deixe de trabalhar com estas dicas. Buscar ajuda profissional com a psicoterapia vai qualificar a sua forma de ver o mundo.

Se você gostou deste artigo, pode se interessar por esse também: Como salvar meu casamento.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 7 maneiras de demonstrar amor e fortalecer o relacionamento

    Psicólogos ensinam a demonstrar amor e fortalecer o relacionamento
    Não existe relacionamento perfeito. No entanto, há relacionamentos saudáveis e frágeis. Os psicólogos dizem que é importante perceber quando a relação não vai bem, principalmente na forma de observar as maneiras de demonstrar amor, afim de...
  • Relacionamento Abusivo

    Relacionamento Abusivo e Psicologia
    Você já parou para pensar em como é difícil ajudar uma vítima de relacionamento abusivo? Isso acontece devido a uma visão distorcida sobre si mesma.
  • Como cuidar do seu relacionamento

    Como cuidar do seu relacionamento
    Cuidar do seu relacionamento nem sempre é fácil, portanto saiba o que deve ser feito e entenda quando a Terapia de Casal e um psicólogo podem lhe ajudar.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.