Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Problemas na fala

Problemas na fala

A fala é uma importante ferramenta para o ser humano. Você já percebeu que indivíduos que sabem se comunicar bem costumam ser mais bem-sucedidos, independente da área em que decidem atuar?

Isso acontece porque estas são pessoas que se expressam de maneira mais eficiente, que têm melhor poder de argumentação e que são compreendidas pela maioria das pessoas com quem conversam.

Já quem tem dificuldade para se comunicar, porque apresenta algum problema na fala, tem maiores chances de também manifestar dificuldades de socialização e de desenvolvimento. Por isso, é essencial diagnosticar quais são os pontos responsáveis pelo problema e solucioná-los, preferencialmente, ainda na infância.

Problemas na fala: possíveis causas

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Suliane






Não quero informar nome ou e-mail





O primeiro passo é identificar qual pode ser a causa do problema – se ela é orgânica ou emocional. No primeiro grupo, podemos citar como exemplos a anquiloglossia – também conhecida como língua presa – e problemas na audição. No segundo grupo, estão os casos ligados a possíveis problemas psicológicos.

Existem casos mais graves, como o autismo ou um quadro de psicose, e outros mais simples de solucionar, como problemas relacionados à timidez. Em todos eles, a ajuda do psicólogo se mostra eficiente no tratamento e na melhora de como o paciente se expressa.

A comunicação é uma habilidade que depende de estímulos externos e de características pessoais para se desenvolver. Por isso, é importante que os pais pratiquem a correta pronúncia das palavras com as crianças e conversem com os bebês desde cedo.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

A família tem um papel importante no desenvolvimento da fala dos filhos. Pais ansiosos, por exemplo, podem causar problemas na fala da criança. Superproteger os filhos também pode ser um fator causador da dificuldade.

Nesse caso, as crianças se acostumam a ter alguém resolvendo todos os seus problemas e acaba demorando mais para desenvolver a capacidade de comunicação.

Quando a criança se comunica mais por meio de gestos, tem mais de dois anos e não compreende as pessoas ou tem mais de quatro anos e ainda não apresentam um bom vocabulário, é hora de procurar ajuda especializada.

Isso é essencial para garantir que ela tenha um bom desenvolvimento acadêmico, consiga socializar com facilidade e se torne um adulto com boa capacidade de comunicação.

Tratamento

O tratamento para problemas na comunicação é feito com apoio de profissionais como fonoaudiólogos e psicólogos, através de sessões de terapia.

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O fonoaudiólogo oferece suporte para que o paciente treine a correta pronúncia das palavras e resolva problemas como troca de fonemas. Já os psicólogos são essenciais para que o indivíduo encontre maneiras de solucionar problemas emocionais – como problemas na autoestima, personalidade retraída, ansiedade e insegurança – e que possam levar às dificuldades de comunicação.

O ideal é que o tratamento seja feito ainda durante os primeiros anos de vida, para que o paciente se desenvolva da melhor forma possível.

No entanto, adultos que não receberam ajuda profissional durante a infância também se beneficiam do apoio de fonoaudiólogos e psicólogos e conseguem melhorar consideravelmente suas habilidades de comunicação.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Brotto

Thaiana Brotto é psicólogo e CEO do consultório Psicólogo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Registrada no Conselho Regional de Psicologia pelo número CRP 106524/06.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *