Como tomar decisões?

Categoria dos serviços do psicólogo: ajuda emocional

Tomar decisões pode ser um problema enorme para algumas pessoas, pois elas podem trazer consequências à vida do indivíduo, que precisa estar preparado para lidar com elas. Quem tem muita dificuldade em se decidir, pode contar a com a ajuda de um psicólogo nesses momentos de definições.

Tomar uma decisão pode parecer algo intrínseco e intuitivo, em que precisamos perceber nossos sentimentos, e por isso pode se tornar algo tão complicado. Uma escolha sempre implica em outra não-escolha, e precisamos abrir mão de algo. É aí que o processo fica ainda mais difícil!

Você pode usar algumas técnicas para chegar mais fácil a uma conclusão de escolha. No entanto, dependendo do caso, só um psicólogo pode ajudar a fornecer a segurança e autoconhecimento suficientes para a tomada de decisão.

Por que temos dificuldade em tomar decisões?

Alguns fatores podem influenciar na personalidade do indivíduo, fazendo com que a tomada de decisão seja algo complicado.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para buscar ajuda emocional, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

1 – Problemas com as emoções: as emoções funcionam como referências, que nos guiam para um lado ou para outro. Elas nos aproximam do que nos agrada e nos afastam dos incômodos, por isso costumamos escolher aquilo que nos faz bem. No entanto, algumas emoções nos enganam. Podemos criar emoções falsas ou enganosas a respeito de algumas coisas e isso atrapalhar nossas decisões.

2 – Pais superproterores: quem teve pais muito protetores pode ter mais dificuldade em decidir. Isso acontece porque, durante a infância, não existiu o treino natural das escolhas. Isso envolve decisões por brinquedos, escolha de roupas, alimentos, etc.

3 – Papéis alternados: em situações nas quais o filho teve que cuidar do pai muito cedo, o ego fica frágil e existe a sensação de não estar pronto pra decidir a própria vida.

Como aprender a decidir?

As escolhas fazem parte da vida e são inevitáveis. Para aprender a lidar com elas, primeiramente é preciso compreender que nem sempre teremos certeza absoluta. A dúvida faz parte dessas situações, erros podem acontecer e não há nada de mau nisso!

Diante de uma escolha, pense em todas as possibilidades e consequências. Esgote seus pensamentos imaginando as diferentes maneiras que você pode agir. Depois, coloque-se em primeiro lugar, veja quais são as suas verdadeiras vontades e siga por esse caminho. Muitas vezes as pessoas não conseguem se decidir por medo de decepcionar amigos, familiares ou chefes ou por querer sempre agradar a todos em sua volta.

Um psicólogo pode ajudar no reconhecimento das motivações, necessidades, percepções e crenças. É fundamental obter um bom nível de autoconhecimento para tomar as decisões com mais precisão e razão. Através da terapia, é possível conquistar segurança para decidir por sua vontade própria e benefício individual.

A escolha de uma faculdade, decisões sobre relacionamentos, mudanças de cidade ou inícios de projetos podem ser levados à terapia e discutidos em conjunto com o psicólogo. Ele te ajudará a perceber todas as questões que envolvem sua escolha, as consequências, seus desejos e também a compatibilidade da ideia com os seus planos de vida e personalidade. Vale a pena!

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 7 sinais de manipulação emocional

    A manipulação emocional pode ser difícil de identificar, mas o estrago que ela causa em nossas vidas é bem visível. Confira os principais sinais apontados pela psicóloga
  • Como vai a sua saúde mental?

    Como vai a sua saúde mental?
  • Autoestima

    (11) 3213-7287.Zona Sul-Brooklin-Berrini. O que é Autoestima e como desenvolvê-la? O que fazer se você estiver com baixa autoestima. Psicologa Karina

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.