Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como conciliar sua vida pessoal com a profissional

Categoria dos serviços do psicólogo: crescimento pessoal, crescimento profissional
Como conciliar sua vida pessoal com a profissional com consultório do psicólogo em São Paulo

Conciliar a vida pessoal com a profissional tem sido o desejo de muitas pessoas. Leia o artigo e saiba mais.

Em um mercado de trabalho competitivo, mostrar a dedicação completa e integral ao cargo acaba sendo considerado necessário para se tornar um profissional reconhecido.

E muitos profissionais pensam que trabalhar algumas horas extras é o caminho para conquistar sucesso profissional, mesmo que isso signifique colocar a vida pessoal em segundo lugar.

E isso gera um desequilíbrio entre a vida pessoal com a profissional. E os psicólogos alertam: esse desequilíbrio não apenas podem se tornar problemas graves como acarreta em perda de produtividade e qualidade de vida.

É papel do psicólogo ajudar, então conheça quais são os problemas em não conciliar sua vida pessoal com a profissional? E como conquistar esse tão almejado objetivo? Leia o texto e confira!

Muitas pessoas desejam conciliar sua vida pessoal com a profissional

De acordo com um estudo divulgado em 2016 pelo centro de pesquisa Viavoice para o Le Figaro, oito entre 10 funcionários na França consideram o equilíbrio entre vida pessoal e profissional fundamental não apenas para ganhar qualidade de vida como para ter um bom desempenho na carreira.

>>> Leia também: A influência do equilíbrio emocional na carreira profissional

Essa opinião, que é amplamente compartilhada por profissionais no mundo inteiro, é uma evidência da evolução do que pensamos sobre trabalho.

A noção de que ganhos financeiros ou de carreira tendo uma vida pessoal completamente prejudicada não pode ser considerada sucesso.

Percebe-se que a maioria das pessoas deseja obter equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional. Mas esse objetivo é alcançado?

Desequilíbrio na vida pessoal com a profissional põe a vida em risco

Já são muitos os estudos que mostram que uma exposição prolongada da esfera profissional na esfera privada pode levar não apenas esgotamentos nervosos como também a transtornos psicológicos graves e incapacitantes e até mesmo a problemas de saúde.

Também podemos citar que o trabalho excessivo causa também perda de motivação no trabalho, erros e retrabalho e a temida síndrome de burnout no pior dos casos!

Não apenas o trabalhador perde, as empresas também. E por isso cada vez mais as organizações acabam investindo no bem-estar de seus funcionários.

Funcionários com excesso de trabalho podem significa desde desmotivação e retrabalho atém mesmo ao afastamento temporário. Em resumo, muito trabalho acaba matando o próprio trabalho.

Por onde começamos a resolver esse problema?

Para corrigir esse problema, primeiro deve-se diagnosticar e verificar como está o equilíbrio da sua vida pessoal com profissional.

A autoconsciência do problema é o começo de uma jornada para criar equilíbrio em sua vida. Que tal mais algumas dicas de como conseguir isso?

No local de trabalho: quando você é confrontado com uma tarefa injusta, que pode invadir sua vida pessoal, deve aprender a dizer não e argumentar seu ponto de vista, sem se sentir culpado.

Adquirir esse reflexo requer trabalhar a própria autoestima e a capacidade de afirmar esse direito.

Fora do trabalho: participar de atividades fora do local de trabalho é uma excelente maneira de separar de forma clara sua vida pessoal e profissional. Procure ter hobbys não associados ao trabalho.

Começar uma atividade física, por exemplo, é uma excelente maneira de se desligar do trabalho. E mesmo que nos primeiros dias seja difícil, aos poucos essas atividades se tornam rotina, o que irá garantir sua saúde psicológica e física.

Buscar conciliar a vida pessoal com a profissional é garantia de saúde, bem-estar e sucesso. Além disso, evita diversos problemas físicos e psicológicos, através da psicoterapia.

Gostou do artigo? Você pode também se interessar por esse: Como desenvolver resiliência para crescer na carreira profissional.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Relação com o Trabalho

    Relação com o Trabalho
    O trabalho dignifica o homem, como dizia Max Weber. Mas até que ponto é saudável a preocupação com o trabalho? Uma perspectiva da Psicologia.
  • Equilibrando pratos: como alcançar o equilíbrio

    Psicologia equilibrando pratos
    Para alcançar uma vida mais equilibrada, você precisa passar por um processo de autoconhecimento para saber quais são as prioridades reais de sua vida.
  • Sentimento de culpa

    Sentimento de culpa e psicologia
    O sentimento excessivo de culpa poderia ser a chave para doenças neurológicas, como a depressão, ligada, principalmente, ao processo de civilização da sociedade

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC