Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Aprendendo com as derrotas

Aprendendo com as derrotas

Nos últimos tempos tem se falado bastante sobre a crise econômica no país. Enquanto muitos reclamam, há também quem afirme que as crises são sempre oportunidades para crescimento e aprendizagem.

No ambiente dos negócios, ler ou ouvir o depoimento de empresários que prosperaram em um cenário difícil é motivo de inspiração.

Mas, do ponto de vista pessoal, quando não conseguimos atravessar uma crise ou nos sentimos derrotados perante ela, podemos desenvolver uma frustração difícil de lidar.

Aprender a lidar com as derrotas com resiliência é fruto de muito autocontrole e autoconhecimento. E, neste processo, um psicólogo pode ajudar muito.

Ao lidar com as derrotas, a resiliência é uma aliada

A resiliência virou palavra da moda, citada por muitos. Mas, afinal, o que é ser resiliente?

No dicionário, a resiliência é atribuída à capacidade de adaptar-se às mudanças. E as mudanças nem sempre são positivas

Essa adaptação, portanto, não quer dizer que não há sofrimento ou discordância na transformação, mas que se aprendeu a conviver com ela.

Um galho de bambu pode ser uma boa analogia à resiliência. Ao puxá-lo em direção a você, é possível ver o deslocamento do galho. Porém, sua flexibilidade permite que, assim que você solte o galho, ele oscile por um tempo, mas retorne à sua posição inicial.

Essa capacidade de, ao ser impactado por um fato, conseguir absorvê-lo, processá-lo e seguir adiante é a base para lidar melhor com as derrotas.

A importância do “não” ao longo da vida

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Suliane






Não quero informar nome ou e-mail





Muitas vezes, na intenção de poupar os filhos, os pais acabam protegendo-os de algumas frustrações e isso cria uma falsa sensação de sucesso absoluto. Em outros casos, a exigência dos pais em torno da criança é tamanha que errar torna-se um fardo difícil de carregar.

Outro cuidado necessário é com a competitividade exacerbada ou sem a orientação correta. Ela também pode gerar uma intolerância às derrotas. Sabemos que ninguém gosta de perder, mas, a forma como aprendemos a lidar com as derrotas é crucial e se reflete na maneira como lidamos com o sucesso.

Psicólogo ajuda a entender a derrota como aprendizado

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Pode parecer otimista demais, mas olhar as derrotas como um aprendizado traz autoconhecimento.

Quando refletimos sobre o que nos levou a falhar e como nos sentimos em relação à derrota, conseguimos racionalizar a questão e, a partir de então, pensar em novas formas de agir diante das situações.

Nem sempre essa é uma reflexão fácil. Algumas derrotas, seja pelo momento em que ocorrem ou pela perda em questão, são difíceis de superar. Nesses momentos, consultar um psicólogo e realizar a terapia não só facilita esse processo como torna essa jornada menos solitária.

Poder dividir seus questionamentos internos e dialogar sobre eles por meio do olhar de um profissional te ajudará a entender a derrota em questão, sua relação com o fracasso e o quanto ela impacta na sua vida.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Brotto

Thaiana Brotto é psicólogo e CEO do consultório Psicólogo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Registrada no Conselho Regional de Psicologia pelo número CRP 106524/06.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *