Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como lidar com a depressão em um relacionamento?

Como lidar com a depressão em um relacionamento

Conheça algumas dicas para lidar com a depressão em um relacionamento e saiba como ajudar seu(sua) companheiro(a)

Lidar com a depressão em um relacionamento, é desafiador. Entender o que se passa com o outro é necessário, pois a depressão afeta diretamente a qualidade de vida entre os parceiros.

Psicólogos alertam que os conflitos nos relacionamentos aumentam conforme a depressão se agrava. É muito importante reconhecer o problema para garantir a felicidade mútua, reduzindo a incidência de transtornos mentais ainda mais graves.

A depressão em um relacionamento irá comprometer a relação afetiva, convivência e harmonia no lar, não se limitando a quem apresenta os sintomas, mas também ao núcleo familiar.

A depressão está relacionada com fatores emocionais, físicos e psicológicos que afetam toda a qualidade de vida e relacionamentos de quem convive com esse transtorno.

Entender as manifestações do transtorno favorece o tratamento e ajuda a compreender melhor o outro.

Variações brutas no humor, desânimo para lidar com tarefas domésticas e atividades externas, tristeza excessiva, necessidade de atenção e agressividade excessiva são comuns em casos de depressão e podem ser facilmente percebidos.

Se você ou seu(sua) cônjuge está passando por um quadro de depressão, é indicado o acompanhamento do psicólogo, que poderá ajudar na resolução de conflitos e se necessário fazer uso de medicamento para amenizar o sofrimento de quem estiver apresentando um quadro de depressão.

Confira algumas dicas que ajudar a lidar com a depressão em um relacionamento e podem contribuir favoravelmente na relação.

1) Conheça a depressão e evite julgamentos

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Thais






Não quero informar nome ou e-mail





Se você ou seu(sua) parceiro(a) está com sintomas relativos à depressão, o primeiro passo é conhecer esse transtorno. A depressão é muito estigmatizada na sociedade e muitos sintomas podem ser vistos como frescura ou má vontade.

O certo é que lidar com a depressão em um relacionamento, irá envolver o casal, e se houver, os filhos também, o que facilita o tratamento. Evitar julgamentos é fundamental e além de ser uma prova de apoio.

>>>> Leia também: O que é a depressão?

2) A afetividade ajuda a lidar com a depressão em um relacionamento

Irritabilidade, agressividade, desânimo e falta de interesse são comuns, ainda que leves. Tratar com afetividade quem está passando por uma crise ou convive com um transtorno depressivo, ajuda a minimizar as dores do outro.

Ser amoroso sensibiliza os envolvidos e torna mais leve o enfrentamento dos sintomas.

3) Realize atividades em conjunto

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

A falta de motivação está presente em diversos estágios da depressão. Realizar atividades junto, ajudar com tarefas domésticas, acompanhar o(a) parceiro(a) nas sessões de terapia é um apoio que pode fazer a diferença, evitando a resistência ao tratamento.

Atividades físicas podem amenizar os sintomas e atividades de lazer, quando possíveis, estimulam a relação e o ânimo de todos.

4) Participe do tratamento

Ajude seu(sua) parceiro(a) a manter o tratamento. Acompanhe ao psicólogo e psiquiatra e estimule a tomar os medicamentos caso tenham sido receitados.

Problemas relacionados com a autoestima são comuns, por isso o apoio do(a) parceiro(a) é fundamental para o sucesso da intervenção médica.

5) Perda de libido na depressão em um relacionamento

Qual é o seu nível de:

ANSIEDADE
ESTRESSE
DEPRESSÃO
FAZER O TESTE

A compreensão do(a) parceiro(o) quando se convive com a depressão em um relacionamento é necessário para lidar com diversas situações e limitações, tais como a falta de interesse sexual.

É muito comum a queda da libido e com paciência e carinho é possível estimular e recuperar o interesse do(a) parceiro(a).

Como Escolher seu Psicólogo

Nesse guia completo você vai conhecer tudo sobre psicólogos e psicoterapia. A escolha do psicólogo certo para você envolve diversos fatores. Descubra aqui.

COMO ESCOLHER O SEU PSICÓLOGO

Por isso é fundamental contar com apoio psicológico e incentivar o(a) parceiro(a) a buscar e manter o tratamento.

O psicólogo ou psiquiatra poderão aconselhar sobre o caso e indicar a terapia mais indicada para cada situação.

A terapia em família também pode auxiliar a lidar com a depressão. Essa doença é uma das principais causas de suicídio e o apoio no relacionamento é fundamental para reduzir os sintomas presentes nesse transtorno.

Esse artigo foi útil? Pode ser que você se interesse por esse aqui também: Terapia em Família

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Brotto

Thaiana Brotto é psicólogo e CEO do consultório Psicólogo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Registrada no Conselho Regional de Psicologia pelo número CRP 106524/06.

14 comentários em “Como lidar com a depressão em um relacionamento?

  1. Bom dia Thainá ,meu filho tem depressão e ansiedade ,é casado e tem uma filhinha de 18 meses.
    Já está fazendo tratamento medicamentoso ,terapia e psiquiatra também ,mas estão passando por algumas crises no relacionamento,minha nora por ser muito nova creio que não está sabendo lidar com ele,quando deixa de tomar os remédios ela o chama de irresponsável ,com muita frequência fala que vai deixá-lo e qualquer coisa vai pra casa da mãe onde ainda tem um quarto pra ela ,meu filho trabalha e ele que mantém a casa dele ,mesmo com todo peso da depressão ,trabalhamos juntos e eu eu estímulo ele o dia todo ,mas quando chega na casa dele sempre tem pioras e algumas crises e acaba se machucando.
    Eu e minha esposa sempre procuramos informações para o ajudar ,mas a família dela creio que não entenda o que é uma depressão

    • Olá, a depressão tem sido cada vez mais comum em nossa sociedade e hoje há informação em todos lugares sobre esse assunto. Uma opção seria o terapeuta dele agendar uma sessão com ela para explicar como esse tipo de comportamento pode afetar negativamente o tratamento do esposo e assim dar ferramentas para que ela lide melhor com isso. Abraços,

  2. Olá meu marido está passando por crise de ansiedade junto tá vindo a depressao no início eu não entendia o que era depois que ele não conseguia mais fazer sexo comigo foi aí que percebi que tinham algo errado com ele
    Ele fica falando em morte chora do nada fica triste estou tentando ajuda o máximo gostaria de sabe que devemos procura ..

    • Olá, busque ajuda especializada o quanto antes pois a depressão e ansiedade evolui com o passar do tempo e precisa de um tratamento adequado. Abraços

  3. Olá, Meu namorado tem ansiedade, depressão, fobia social e outros tipos de transtornos mentais, e isso tá afetando muito meu relacionamento, e às vezes eu não sei lidar com isso, por mais que eu tente ajuda-lo, mas tem às vezes que eu não sei o que fazer ou o que dizer.
    Ele já foi no psicólogo e até com psiquiatra, mas o problema sou eu, às vezes, não consigo lida…. Me ajuda por favor!!!

    • Olá, compreendo como se sente. Você precisa parar para analisar e decidir se quer mesmo com todos esses transtornos apostar nesse relacionamento. Se sim, devem continuar buscando ajuda pois ele precisa de acompanhamento recorrente. Abraços

  4. Olá, toda vez que meu namorado está nessa fase da vida , ele diz que não me amar mais e sempre quer terminar comigo , eu não aguenta mais ver ele assim , foi em min

    • Olá Erika, compreendo como se sente. Realmente o paciente com depressão tende a duvidar e reavaliar todas as áreas de sua vida quando se está em crise. Procurar um tratamento adequado é o melhor caminho para lidar com essas emoções. Abraços

  5. Bom dia. Minha mulher tem depressão, faz 9 anos que faz tratamento, chegamos ao ponto da separação tem 2 meses e pouco que separamos, de 10 dias pra cá nos aproximamos novamente, chegamos até sair no último fim de semana, eu,ela e meu filho mais novo, ontem ela pediu pra mim ir lá arrumar o celular dela, deu uma crise dizendo que não está bem, aceitou fazer carinho nela, igual quando etavamos juntos e ela se sentia segura, amo ela demais e não sei mais oque fazer, todos me diz que tenhobque afastar porque estamos separados. Sei que ela tbm tem sentimento por mim. Estou indo com paciência e queria muito reconquistar ela, não houve traição, foi um desgaste natural, como houve alguns problemas comigo no último ano, fiquei muito abatido e estresse lá em cima e isso acabou atrapalhando nosso relacionamento. Não sei oque fazer se poder ne dar uma direção agradeço. Outro psicólogo mandou eu afastar pra ela sentir minha falta, me afastei e ela se aproximou e estou sofrendo vendo ela dessa forma

    • Olá, a depressão está relacionada com fatores emocionais, físicos e psicológicos e afetam a qualidade de vida e relacionamentos de quem convive com esse transtorno e com quem está a sua volta. Se ambos sentem que ainda podem dar certo, busquem ajuda especializada em depressão e terapia de casal, para que o profissionais disponibilize ferramentas para aprenderem lidar com essas emoções e sentimentos. Abraço

  6. Boa noite, meu marido tem depressão a autoestima dele e no pé por mais que eu fale que ele e maravilhoso inteligente, que eu o amo demais ele não acredita, eu por um lado também tenho problemas devido ao meu passado, tive um casamento abusivo, com mais ou menos 10 anos fui abusada sexualmente e hoje não consigo procurar meu marido sexualmente sempre espero ele me procurar, e isso está sendo o fim do nosso casamento, eu amo demais meu marido, estou fazendo terapia comecei tarde pois não acreditava que eu tinha algum problema, só que hoje estamos separados mas morando na mesma casa, ele disse que hoje não tem sentimento e que não pode tomar decisão nenhuma em relação a nos dois, estou desesperada quero reconstruir meu casamento e ver meu marido bem, o que fazer? Estou desesperada tenho crise de ansiedade

    • Olá, compreendo como se sente. Além da sua terapia individual, o mais indicado é buscar a terapia de casal para ambos, para que o diálogo seja reestabelecido e os vínculos também. Abraço

  7. É complicado lidar com quem tem depressão, e pior ainda, quem não aceita que está, estou namorando a 4 meses e de um mês pra cá ele não está bem, ano passado ele teve uma mudança brusca na vida dele e acho que isso está afetando seu psicológico, até mês passado estava tudo ótimo no namoro, fizemos até planos de morar juntos, mas agora é evidente que ele está com depressão, não sente vontade de levantar, vive irritado, não quer trabalhar, não quer conversar, antes nos falávamos o dia todo pelo WhatsApp, agora ele nem pega mais no celular, ele está se afastando, não quer mais que eu fique na casa dele, quando fico, percebo que ele tem pesadelos a noite e não dorme direito, eu entendo a situação, mas as vezes acho que sou mais um peso na vida dele, não estamos curtindo o namoro com toda aquela empolgação do começo, eu queria dar um tempo pra ele mas ele diz que vai passar e não quer dar tempo, mas também não aceita buscar ajuda, pra mim está difícil, gosto dele, queria ajudar mas ele não aceita, também não tenho coragem de abandonar ele nessa fase, mas eu não estou feliz. Não sei o que fazer…

    • Olá, para que ele seja ajudado, precisa em primeiro lugar reconhecer que não está bem, e que se ele não buscar ajuda isso irá afetar diretamente o relacionamento de vocês, assim como já tem afetado. A melhor solução é demonstrar a partir do diálogo que para que as coisas melhorem, ele precisa buscar ajuda terapêutica. Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *