Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como lidar com o comportamento agressivo

Como lidar com o comportamento agressivo

Ninguém está livre de ter que lidar com alguém que tenha comportamento agressivo. Seja na própria família, na escola ou no trabalho, é comum nos depararmos com adultos ou crianças que apostam na agressividade para conseguir o que desejam.

Muitos aspectos desencadeiam este comportamento e é importante que, quando este tipo de comportamento estiver atrapalhando a vida, a pessoa procure a ajuda especializada de um psicólogo.

Nesse texto nós vamos falar mais sobre a agressividade e como algumas técnicas podem facilitar o convívio com pessoas que têm esse perfil. Acompanhe.

O que torna as pessoas agressivas?

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Suliane






Não quero informar nome ou e-mail





Quando a pessoa se acha melhor que os demais, há uma forte tendência de ela agir diante dos outros com agressividade.

Há também algumas pessoas que já nascem com um temperamento colérico e explosivo. Neste caso, quanto antes os pais procurarem um psicólogo, menos a criança e as pessoas que convivem com ela vão sofrer.

Uma terapia vai ensinar a moderar a forma de expressar emoções. Outro fator que gera agressividade é a insegurança emocional, que faz com que as pessoas temam e por isso, partem para o ataque pessoal.

Muitas vezes, os agressores nem percebam o quanto inconvenientes podem ser. Uma pessoa muito estressada por conta do trabalho árduo, por exemplo, pode se portar de modo agressivo em episódios isolados.

Há, ainda, os casos de transtorno de personalidade. Isso sem falar naqueles que têm a necessidade de ter razão sempre e que se tornam agressivos toda vez que são contrariados.

Como lidar com pessoas agressivas de todas as idades?

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

  • Evite contratacar. Os agressivos não percebem quando chegaram ao limite;
  • Ajude a pessoa agressiva a se sentir compreendida;
  • Acalme-a e mostre o quanto o comportamento agressivo é intolerável;
  • Use a razão mais do que a emoção;
  • Procure não interromper a pessoa no meio de um ataque de agressividade;
  • Mantenha a cabeça fria e faça perguntas objetivas do tipo: “O que está acontecendo aqui?” ou “Será que é necessária esta agressividade? Vamos conversar com calma!”;
  • Mantenha o olhar firme, mostrando por meio de sua expressão facial que está ouvindo e observando atentamente;
  • Não altere seu tom de voz, procurando até falar mais baixo do que de costume para a pessoa ter que se esforçar para te ouvir;
  • Não argumente. Espere a pessoa acalmar para conversar melhor sobre o que está sendo discutido;
  • Crie oportunidades para uma conversa franca, na qual você e a pessoa agressiva possam compartilhar opiniões e emoções;
  • Afirme sempre que você notou o comportamento agressivo e diga que isto o incomoda;
  • Pergunte diretamente a que ela atribui este comportamento.

Qual é o seu nível de:

ANSIEDADE
ESTRESSE
DEPRESSÃO
FAZER O TESTE

Um psicólogo seria útil?

As pessoas agressivas geralmente negam que estão com raiva ou se sentindo frustradas. Elas preferem atribuir a culpa do comportamento agressivo aos outros.

Você já deve ter ouvido alguém falar: “Nossa, fulano me tirou do sério.” Se este comportamento for recorrente, você precisa estar preparado para encontrar o melhor momento e aconselhar que a pessoa busque a ajuda de um psicólogo.

E quando a pessoa é alguém que trabalha com você? Neste caso, o comportamento agressivo se torna ainda mais problemático.

Como Escolher seu Psicólogo

Nesse guia completo você vai conhecer tudo sobre psicólogos e psicoterapia. A escolha do psicólogo certo para você envolve diversos fatores. Descubra aqui.

COMO ESCOLHER O SEU PSICÓLOGO

Se você está em uma posição de chefia e a pessoa faz parte da sua equipe, explique a ela que essa postura não é aceitável no ambiente profissional que vocês vivem.

Se ela for seu par – ou seja, tem a mesma posição hierárquica -, ou é seu chefe, busque ajuda de seus superiores ou de um profissional da área de Recursos Humanos e exponha seu problema.

Combinem de participar, juntos, de alguma reunião para que o outro também possa vivenciar uma atitude agressiva e, depois, decidir o que fazer.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Brotto

Thaiana Brotto é psicólogo e CEO do consultório Psicólogo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Registrada no Conselho Regional de Psicologia pelo número CRP 106524/06.

12 comentários em “Como lidar com o comportamento agressivo

  1. Preciso de ajuda. Me sinto triste angustiada amargurada com atitudes de nervosismo, xingamentos constantes. Fico nervosa na maioria das vezes

    • Olá, esses sentimentos são normais em alguns momentos de nossa vida, porém, se percebe que tem se tornado rotineiro, busque ajuda de um profissional de psicologia, ele irá te fornecer ferramentas essenciais para lidar com esses sentimentos e obter uma melhor qualidade de vida. Abraços, Psicóloga Thaiana.

      • Bom dia! Minha esposa tem um temperamento muito agressivo, e sofre de ansiedade. Estamos juntos há 3 anos e meio. Ela tem 39, e eu, 35. Como já relatou, começou a ter crises de ansiedade aos 10 anos, a ponto de ir parar no médico. Já precisei levá-la à UPA travada. Quando ela começa a discutir, me detona como se eu fosse a pior pessoa do mundo e já chegou a dizer que eu sou a fonte de toda a ansiedade dela. Ela mostra dois extremos muito diferentes. Num mês diz que me ama e que é feliz ao meu lado, e no outro explode com alguma coisa que eu faço de errado. Sei que tenho defeitos, assim como todo mundo, mas coisas supérfluas a irritam de forma que se ela começa a discutir, não consegue sair da discussão. Leva ao extremo de querer terminar o relacionamento. Sempre dei todo amor, respeito, carinho e compreensão a ela. Não a privo de nada. Sempre estendi minhas mãos de coração aberto, oferecendo ajuda, e mesmo sofrendo várias agressões verbais eu relevo. Tínhamos combinado que ela procuraria um psicólogo, mas ela sempre parece fugir, e ontem chegou a discutir comigo e dizendo que eu sou o culpado de tudo, e que ela não iria mais ficar tentando encontrar nela algo errado. Fico extremamente triste com isso tudo, pois eu a amo, e sei que ela também me ama, mas está se afastando de mim cada vez mais.

        • Olá, entendo. Como ambos se amam, o ideal seria tentar uma terapia de casal para que tenham ferramentas para lidar um com o defeito do outro e ter espaço de dizer com se sente. Abraços,

        • Sinto muito por vcs estarem passando por isso, mas acredito que a terapia é o caminho pra tentar resolver. Proponha uma terapia de casal, pq assim ela não vai achar que o problema está nela e vai perceber sua intenção de investir na relação e não em culpá-la pelos problemas de vcs. Eu sei que vc não faz isso mas se ela sente assim acho q essa seria uma estratégia interessante. É uma pena um casal jovem que se ama desperdiçar o amor por causa da convivência, seu q não é simples pq sou casada a 20 anos mas acho que o importante é investir na relação e no diálogo. Boa sorte, Deus abençoe vcs.

  2. Eu tenho um comportamento agressivo e quero melhorar isso, não desejo ser assim com as pessoas que eu amo

    • Olá, as pessoas a sua volta são as mais atingidas pelo seu comportamento, então busque ajuda especializada para ter ferramentas para lidar com essas emoções e promover qualidade de vida pra você e todos que você ama. Abraços,

      • Talvez nós ja estamos buscando ajuda.
        E a sua resposta é muito vazia pra quem realmente busca a cura.
        As coisas não funcionam assim, com meia dúzias de palavras pra quem realmente vive em um inferno sem ter a menor intenção de estar nele.
        Compreende.

        • Compreendo, mas infelizmente não é possível auxiliar de forma mais efetiva apenas por comentário, por isso, sempre recomendo buscarem ajuda de um profissional, para ter um tempo pra você em terapia onde você conseguirá falar com profundidade sobre as suas questões e o profissional dedicará aquele momento exclusivamente a te ouvir e te acolher. Abraços,

  3. Olá,bom,eu tenho uma amiga muito estressada,jogamos e apostamos se vamos ganhar nesse jogo.quando eu ganho ela bate em mim muito forte,oque deixa a parte batida dolorida,hoje por exemplo,ela me bateu e fez eu me queimar,e a parte queimada ainda está dolorida,estou pensando em levar ela em um psicólogo, não aguento mais,isso é necessário?

    • Olá, sim, leve ela a um especialista para que ele consiga avaliar, diagnosticar e personalizar um tratamento adequado. Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *