Conflitos pessoais: o que são?

Categoria dos serviços do psicólogo: crescimento pessoal, crescimento profissional
Conflitos pessoais e psicologia

Os conflitos pessoais podem tomar inúmeras formas e ter intensidades e origens diferentes.

Um conflito pessoal geralmente envolve um dilema ético que nos impulsiona a tomar uma decisão que determina a nossa maneira de encarar o problema e propor soluções a ele. Ter o auxílio de um psicólogo para que você encontre o foco e tenha a calma e a sobriedade para tomar as atitudes mais sensatas é fundamental.

Esses conflitos são, no entanto, partes naturais de qualquer tipo de relação, já que não se pode esperar que pessoas que fazem parte da nossa convivência concordem sempre com tudo. Por isso, é importante saber como lidar com estas questões quando surgem no dia a dia.

Como lidar com conflitos pessoais

Conflitos são normais e vão aparecer inevitavelmente em algum ponto da nossa vida. No entanto, ainda que o surgimento deles esteja fora do nosso controle, a maneira como lidamos com eles ainda é algo que podemos aprender a controlar.

Se você estiver procurando psicólogos em São Paulo, para questões relacionadas a crescimento pessoal ou profissional, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Mais do que apenas um empecilho em uma relação, um conflito quando bem resolvido pode funcionar como uma forma de reforçar laços entre duas pessoas. Porém, isso só ocorre quando ambas as partes sabem agir com respeito, cautela e sinceridade ao tentar resolvê-los. Alguns cuidados são necessários ao tentar lidar com estes problemas da melhor forma possível:

1 – Saiba que a compreensão é mais importante do que ter razão

Às vezes, por insistirmos no nosso ponto de vista em uma discussão, deixamos de prestar atenção ao que o outro está dizendo e não conseguimos enxergar o seu lado da situação. Não há como resolver um conflito sem que haja compreensão do argumento do outro. Mais importante do que estar certo, sem compreensivo deve ser prioridade.

2 – Entenda que um conflito pode ser mais do que discordância

Um conflito pode ser mais do que apenas discordar de alguma questão. Muitas vezes, quando conflito acontece, fica a sensação de que algo está em jogo ou que alguma coisa está ameaçada. Nestes casos, é importante ter cuidado para não ficar apenas na defensiva e deixar que a irracionalidade tome conta e dê vazão a sentimentos negativos.

3 – Ter controle sobre o estresse

O autocontrole em todos os momentos da vida é essencial para conviver em harmonia. No entanto, no momento de lidar com um conflito ele se torna ainda mais importante. Quando estamos estressados, de cabeça quente, e cedemos às nossas emoções, fica muito mais difícil analisar a situação de forma racional e prática, o que é fundamental para resolver conflitos de forma madura. Controle o estresse e a ansiedade, e não deixe que estas emoções controle você.

4 – Respeite as diferenças

Os conflitos surgem principalmente porque as pessoas possuem opiniões divergentes sobre determinadas situações. Seja empático, ponha-se no lugar do outro e tente, de verdade, entender sua linha de raciocínio. Assim, fica mais fácil respeitar o outro e não perder a cabeça.

5 – Esteja confortável com as suas emoções

Se você estiver em paz com as suas emoções e conseguir entender de forma clara o que está sentindo e o que leva você a determinado estado, vai ser capaz de reagir de maneira construtiva no momento de resolução de conflitos. Assim consegue fazer o outro entender também o seu lado da situação e propicia a chegada de uma solução mútua.

6 – Procure a ajuda de um psicólogo

Às vezes, os conflitos duram tanto e atingem tamanha intensidade que não basta tentarmos lidar com eles sozinhos. Conflitos familiares, entre casais ou no ambiente de trabalho podem se arrastar por muito tempo e, se as medidas corretas não forem tomadas, podem acabar prejudicando de maneira permanente a relação. Para aprender a lidar com eles, nada funciona melhor do que o auxílio de um psicólogo capacitado, que identifica o foco do problema e coloca tudo em perspectiva.

Precisando de ajuda de um psicólogo? Entre em contato com um psicólogo profissional e tire suas dúvidas.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.