Como cuidar do seu relacionamento

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia de casal, relacionamentos, casamento
Como cuidar do seu relacionamento

O amor é a base de todo relacionamento afetivo. Só que, mesmo que ele seja enorme, e venha acompanhado de admiração, interesse, amizade e confiança, com o passar dos anos, a rotina, a correria e os problemas do dia a dia, o namoro ou casamento pode acabar se desgastando, podendo ser necessário um psicólogo para Terapia de Casal ou até mesmo terapia individual.

Para evitar o desgaste do relacionamento é sempre importante cuidar dele e continuar construindo e alimentando os laços de afeto.

Quando um psicólogo pode ajudar?

É muito comum a gente ouvir que um relacionamento “caiu na rotina”. Isso acontece quando o casal coloca o namoro ou casamento como algo garantido e, então, se acomodam. Assim, deixam de agradar o parceiro e tentar novos programas e aventuras. Esse é o vilão de grande parte dos relacionamentos.

Para manter a chama do amor acesa, é preciso que ambos os parceiros façam a sua parte e tenham vontade de fazer o relacionamento dar certo. Preparamos, a seguir, 5 dicas para você cuidar do seu relacionamento amoroso.

5 dicas para cuidar da relação

1 – Elogios sempre são bem-vindos!

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo para terapia de casal, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Não é porque você já fez um elogio uma vez que não pode, e deve, fazer de novo. Elogios sinceros são super importantes para a autoestima e manutenção da relação. Quando seu parceiro fizer algo que te agrade, como um almoço diferente, uma ajuda a um amigo ou familiar ou traga uma surpresa, comente o quanto você ficou feliz com esse gesto e como gosta quando ele faz isso. Também é importante elogiar a aparência e notar diferenças, como uma roupa nova ou corte de cabelo.

2 – Comunicação é essencial

Tem coisa pior do que um casal que não tem mais assunto? Isso acontece quando os parceiros deixam de achar que a sua vida é interessante para o outro. Para que isso não aconteça, sempre conte ao parceiro como foi o seu dia, conte sobre os problemas de trabalho ou alguma coisa interessante que acontece. A relação precisa ter diálogo e vocês precisam conhecer a vida um do outro.

3 – Amizades e novas conversas

É bem comum casais se fecharem dentro de casa e deixarem de sair com outras pessoas. Com isso, é claro, enjoam-se um do outro. Para variar um pouco, conversar sobre assuntos diferentes e ouvir novas histórias, procurem sair com os amigos. Podem ser outros casais de amigos ou, até mesmo, amigos solteiros. O que vale é conviver com outras pessoas!

4 – Momento de aventuras

Calma! As aventuras não precisam ser radicais se vocês não forem fãs de adrenalina. Aqui, o que importa é sair da rotina. Que tal irem a um show de uma banda que vocês gostem? Assistirem juntos a um filme totalmente inusitado? Visitar uma cidade vizinha? Cozinhar um prato exótico? Motivem-se para fazer programas diferentes. Viver juntos esses momentos é muito saudável e estimulante.

5 – Chega de brigas

Antes de começar uma briga, tentem parar e pensar: essa discussão vai levar a algum resultado? O que acontece é que, muitas vezes, as brigas são por motivos banais, situações impossíveis de mudar ou opiniões já estabelecidas. Então, evite brigar à toa!

Também é importante não cultivar mágoas. Por isso, tente sempre se entender, ouvir o que o outro tem a dizer, se colocar no lugar do parceiro. Se a situação entre vocês está complicada e não conseguem se resolver sozinhos, uma boa ideia é procurar um psicólogo. Esse profissional pode ajudar a resolver os conflitos, entendendo a origem dos problemas, e promovendo a comunicação. Isso pode ser feito com o psicólogo em terapia de casal ou individual.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Principais fatores para o término de um relacionamento

    Principais fatores para o término de um relacionamento
    O término de um relacionamento é um momento que envolve as mais diversas emoções. Em momentos assim, a ajuda de um psicólogo pode ser fundamental para a superação
  • Como lidar com o segundo casamento e filhos

    Como lidar com o segundo casamento e filhos
    Quando pais separados pensam em se unir em um segundo casamento, muitas coisas devem ser levadas em conta, principalmente e primordialmente em função de como isso afetará os filhos, tenham a idade que tiverem
  • Relações familiares

    Relações familiares e Terapia
    Muitas vezes as relações familiares, mesmo que fundamentadas no amor, podem passar por problemas e conflitos que desgastam todos os envolvidos.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.