Por que é tão difícil parar de pensar em tarefas inacabadas

Categoria dos serviços do psicólogo: crescimento pessoal, crescimento profissional
Por que é tão difícil parar de pensar em tarefas inacabadas

Como podemos terminar tarefas inacabadas e trabalhar com esta fórmula simples

Tarefas inacabadas podem ser mais que simples preguiça ou descuido. Mas, sob o ponto de vista psicológico, isso pode ser um sintoma que não deve ser menosprezado. Principalmente quando não terminar tarefas se torna um hábito.

Terminar as tarefas é obrigatório?

Ao deixar as tarefas inacabadas, a pessoa pode acumular situações de angústia. Cada tarefa é uma responsabilidade assumida, que exige compromisso. Aquilo que é deixado pela metade, pode virar um grande ciclo de angústia que vai permanecendo em aberto.

Enquanto este ciclo fica aberto, ele continua orbitando em sua mente, embora você, às vezes, não perceba isso. Passa a sentir um tipo de peso emocional por causa disso e pode até mesmo ter dificuldades em vivenciar seu cotidiano.

Além disso, também pode experimentar a angústia que, muitas vezes, torna-se incômoda e desconfortável, como mensagens mentais que ficam martelando na cabeça e sentimentos de culpa.

As razões para deixar tarefas inacabadas podem ser das mais variadas. Por vezes, os contextos externos influenciam mas, na maioria dos casos, isso tem mais a ver consigo mesmo.

Geralmente, não se conclui algo porque alguma coisa fica no caminho, tem a ver com algum tipo de realidade que a pessoa está evitando. Vamos tentar descrever isso.

Por que é difícil deixar tarefas inacabadas

Para todas as pessoas, o padrão “normal” é de ter metas na vida e seguir objetivos. E para atingi-los, tarefas precisam ser realizadas. O que ocorre com aqueles que deixam tarefas é uma espécie de ruptura com nossos compromissos e objetivos, ou seja, nossos sonhos.

Por que acontece isso? Porque deixamos de fazer algo que é tão importante para nós mesmos. As razões para isso acontecer podem ser muitas. Veja algumas das mais comuns.

Autoestima baixa

No momento em que não há amor-próprio suficiente é comum pensarmos que o que fazemos tem pouco valor. Por isso, há sempre uma sensação de que fazermos ou não nossa tarefa não tem a mínima importância. Por isso acabamos deixando-a de lado.

Derrotismo

A sensação de fracasso é a de como se tudo já estivesse perdido e que nenhum tipo de esforço vale a pena. Essa é uma das grandes facetas da depressão. O sentimento de inutilidade.

Muitas pessoas pensam que, às vezes, é melhor deixar as tarefas inacabadas, porque no final, elas vão acabar dando errado mesmo. Existe um medo pelo resultado. Portanto, deixar tudo inacabado é melhor para si, pois, assim, evita confrontar as suas próprias limitações: sejam elas reais ou imaginárias.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para questões relacionadas a crescimento pessoal ou profissional, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Falta de foco

A distração é um dos fatores que acabam absorvendo por completo a atenção, mesmo o interesse ou a energia mental da pessoa. Quando se está sem foco as chances de não terminar uma tarefa é muito grande.

Sobrecarga de atividades

Quando estamos sobrecarregados, ou seja, com mais tarefas do que podemos cumprir, é comum deixar tudo pela metade. O acúmulo de tarefas inacabadas gera posteriormente certas consequências, que veremos a seguir.

Assim, deixar tarefas inacabadas pode dar origem a múltiplas consequências negativas. No início, surge um sentimento de angústia que pode se crescer cada vez mais levando a problemas mais graves.

Como principais conseqüências, podemos destacar:

Deixar as tarefas inacabadas é um problema que deve ser resolvido com o autoconhecimento e repensando os hábitos.

Criar um planejamento, estabelecer metas que possam ser facilmente alcançáveis e dividir essas tarefas em etapas, é uma estratégia válida. Outra dica é aprender a utilizar pausas e momentos de descanso para se recuperar e poder seguir adiante.

No entanto, o problema de deixar de ficar pensando nessas tarefas, também se resolve em níveis mais profundos, com a ajuda de um psicólogo. Na verdade, é possível que você esteja fazendo algo que não goste ou que se sente preso.

Por isso, vem a sensação de incompetência. Ou, também é possível que, por trás de tudo isso, haja uma depressão oculta.

Na vida real, deixar coisas importantes ou não ter entusiasmo em executar algum trabalho também é comum. Nem sempre os projetos que você começa deve necessariamente terminar. No meio do caminho pode perceber que ele não era o que você esperava ou ainda talvez ele não tenha mais o mesmo significado. Às vezes, quando não conseguimos terminar uma tarefa pode ser o recado que damos para nós mesmos que está na hora de partir para outra.

Gostou deste texto sobre tarefas inacabadas? Então pode se interessar por este também: Como ser produtivo mesmo tendo hábitos de procrastinação.

Outros textos que podem lhe interessar

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.