Como lidar com a menopausa?

Categoria dos serviços do psicólogo: psicoterapia
Como lidar com a menopausa?

A menopausa é um momento de muitas mudanças para as mulheres e marca a transição da fase reprodutiva para a fase não reprodutiva. Como em qualquer mudança, isso pode causar alguma preocupação. Saber o que vai acontecer permite que essa transição aconteça de uma maneira mais fácil e que a mulher se sinta mais segura.

A menopausa é definida quando se passa um intervalo de doze meses sem um período menstrual. Suores, ondas de calor e irritabilidade são alguns dos possíveis sintomas da menopausa. Tradicionalmente, ela é vista como uma fase negativa para as mulheres, mas esse período não é uma doença, e sim transição que gera mudanças físicas e psicológicas. Quando essas são intensas, pode ser necessário consultar um psicólogo.

Sintomas da menopausa

  • Ciclos menstruais irregulares;
  • Ondas de calor repentinas, sensação de falta de ar e ansiedade. Isto é devido ao aumento do fluxo de sangue na pele do pescoço, peito e rosto. A onda de calor pode ser acompanhada por transpiração e palpitações;
  • Insônia e fadiga durante o dia;
  • Secura vaginal, o que pode dificultar o sexo;
  • Alterações metabólicas e aumento da gordura corporal;
  • Osteoporose;
  • Distúrbios do humor que se manifestam pela diminuição da energia, fadiga, falta de concentração, ansiedade, problemas de memória, irritabilidade e agressividade;
  • Aumento do risco de doenças cardiovasculares, tornando aconselhável levar um estilo de vida saudável;
  • Perda involuntária de urina, que pode ser evitada através da realização de exercícios para fortalecer a região pélvica.

Mudanças psicológicas

O desequilíbrio hormonal (estrogênio e progesterona) provoca efeitos psicológicos sobre as mulheres. As alterações emocionais não são as mesmas em todas as mulheres e nem ocorrem em todas: variam de acordo com a personalidade, com a família e como o local de trabalho.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo para realizar psicoterapia, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Os distúrbios psicológicos mais comuns são:

  • Diminuição da capacidade mental em geral. Pode ser mais complicado se concentrar;
  • Diminuição da autoestima;
  • Distúrbios do sono;
  • Sensação de fraqueza ou fadiga;
  • Falta de desejo sexual;
  • Sintomas de ansiedade e de depressão, as emoções podem ser mais intensas tanto as positivas como as negativas.

Síndrome do ninho vazio

É uma síndrome bastante comum e geralmente coincide com a menopausa. A educação das crianças geralmente absorve totalmente a vida dos pais, e quando elas são emancipadas, pode ocorrer sentimentos de tristeza. Às vezes, esta síndrome pode requerer aconselhamento com um psicólogo.

Se você estiver nesta situação, compartilhar abertamente seus sentimentos pode ajudar a fortalecer os laços com o seu parceiro e superar esse sentimento de vazio e solidão.

Dicas básicas

  • Promova a sua autoestima: É importante ter uma atitude positiva. É uma nova etapa de vida que pode ser preenchida com mais vitalidade e experiência. Dedique mais tempo a si mesma;
  • Não espere até que você sinta vontade de fazer alguma coisa, faça coisas novas e aproveite o tempo livre;
  • Siga hábitos alimentares saudáveis; .
  • Faça controles ginecológicos e verificações regulares da pressão arterial e glicose;
  • As isoflavonas de soja e lúpulo podem ser recursos úteis. Consulte o seu médico;
  • Viva plenamente sua sexualidade. Os ovários continuam a produzir uma menor quantidade de testosterona e estrogênio necessária para manter o desejo sexual ativo. O início da menopausa não significa necessariamente parar de apreciar seus relacionamentos íntimos. Em algumas mulheres, as alterações hormonais da menopausa diminuem a lubrificação vaginal. Isso pode ser corrigido usando géis lubrificantes.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.