Insegurança profissional

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia cognitivo comportamental, tcc
Insegurança profissional

A insegurança profissional é um entrave para o universo corporativo, sendo responsável por limitações também no crescimento pessoal. É comum que as pessoas tenham receio de expor seus posicionamentos, ideias, dúvidas e questionamentos quando estão em uma equipe e isso tende a se agravar se for uma nova equipe ou quando há uma grande pressão para resultados mais expressivos.

É um processo natural e em algumas situações é até esperado, uma vez que as situações que geram insegurança são muitas vezes desconhecidas, causando inicialmente um desconforto, que pode ou não se agravar. Em algumas situações, é necessário buscar auxílio de um psicólogo, que irá ajudar a levantar as questões que geram insegurança e buscar formas de vencê-la.

Existem basicamente dois tipos de insegurança. A primeira é momentânea e afeta pessoas em situações de mudança no cenário ou novos desafios. Um exemplo é quando você consegue um novo emprego ou é promovido, o que demanda novas responsabilidades. A segunda é mais séria e contínua, tendo como característica a falta de confiança nas próprias capacidades, mesmo com formação adequada, títulos e experiência de mercado.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para atendimento de terapia cognitivo comportamental, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Nem sempre estamos seguros de nós mesmos

Ninguém é seguro de si o tempo todo ou se sente 100% seguro. É algo natural sentir medo ou insegurança, entretanto o profissional terá problemas se isso o paralisar, e faça com que ele fuja de novos desafios e perca de oportunidades. Além disso, quando a insegurança é algo fora do controle, a pessoa tende a não se sentir satisfeito na vida profissional e isso reflete no seu cotidiano fora do ambiente corporativo. Muitos indivíduos buscam uma zona de conforto e uma segurança no emprego que acaba se tornando ilusória e idealizada.

Quem possui baixa autoestima se mostra inseguro em diversas situações, independentemente do que vivencia no trabalho. Isso pode vir da infância, quando não houve um encorajamento ou reforço positivo nas atividades que eram desenvolvidas no cotidiano. Quando há um trauma, é possível que ele gere insegurança que segue até a vida adulta.

Como controlar a insegurança

O primeiro passo é assumir as fraquezas e tomar consciência de que é preciso melhorar. O ideal é fazer um levantamento acerca da carreira e uma constante análise pessoal das atividades que desempenha da melhor forma. Uma dica é fazer outro currículo e incluir suas capacidades, aptidões e o desenvolvimento pessoal. As dificuldades na identificação dessas capacidades indicam baixa autoestima, sobretudo quando se enfatizado lado negativo e as comparações com outros colegas de trabalho e amigos.

O mercado de trabalho sempre será competitivo e é essencial focar no que se tem mais facilidade e nas atividades mais interessantes. Também é importante buscar o desenvolvimento profissional e pessoal com cursos de especialização e que ajudam a acreditar em si mesmo.

Ajuda profissional

Um psicólogo pode ajudar em muitas situações e não é preciso ter medo ou vergonha de buscar esse auxílio. Como mencionado anteriormente, é importante saber reconhecer a dificuldade, principalmente quando você acredita que a insegurança é um fator limitante e difícil de ser resolvido. O psicólogo é capaz de conduzir uma autoanálise para descobrir os campos de interesse, e auxiliar a traçar um plano profissional para se atuar com mais firmeza e segurança.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.