Newsletter Gratuita
Assine Aqui

A importância de dar espaço em um relacionamento

Mature husband kissing wife on forehead in the street in the eve

Quando não é possível dar espaço em um relacionamento, ele estará condenado ao fracasso ou à insatisfação permanente. Entenda.

Segundo os psicólogos, em um relacionamento é preciso amar a si mesmo e, é claro, amar o outro. Mas esse amor não pode se transformar em uma prisão e possuir amarras. Dar espaço em um relacionamento é fundamental para que ele funcione.

Mas por que dar espaço em um relacionamento é tão importante? É o que você vai descobrir melhor agora! Continue a leitura do texto!

Como dar espaço em um relacionamento

1. Seja guardião da solidão do outro

Infelizmente, muitas vezes o amor é confundido com posse, com o desejo incontrolável de controlar o outro. Esse comportamento acaba consumindo todo o oxigênio que o relacionamento precisa para conseguir sobreviver. 

Quando o amor não permite que o outro tenha voz na relação, exige enormes sacrifícios em nome do “nós”. Não é amor, mas desejo de possuir, de ser dono do outro. Quando uma pessoa sente que não há espaço para ser ela mesma em um relacionamento, essa história está condenada ao fracasso e a insatisfação permanente.

Os psicólogos dizem que o amor é livre e exige liberdade. Quem ama precisa ceder, dar espaço para que o outro tenha a sua própria vida, de forma autônoma. A liberdade garante que o relacionamento prospere a longo prazo, pois, permite que tanto você quanto o seu parceiro cresçam.

No entanto, é preciso conciliar essa liberdade com a nossa necessidade de união, de dividir a vida com quem amamos e com quem nos ama de volta.

Valor Consulta Psicóloga Marcela






Não quero informar nome ou e-mail





Como conseguir isso? O segredo é simples: é preciso que cada um se torne guardião da liberdade do outro. É importante que haja espaço para que cada parceiro cresça, construa uma vida maravilhosa e vá em busca de seus sonhos.

O amor exige dar espaço em um relacionamento. O amor deve ser visto como uma oportunidade de amadurecimento. Ou seja, quando amamos não precisamos esconder nossos desejos e sonhos. Devemos ser completos.

Como dois seres incompletos e confusos podem se amar?

2. Seja guardião das diferenças

Não amamos alguém apenas pelas coisas que temos em comum, mas também pelas coisas que não compartilhamos e que nos diferenciam. Isso significa que é preciso compreender as diferenças e também amá-las.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Além disso, é preciso conhecer a pessoa com quem nos relacionamos de forma objetiva e não sob uma perspectiva ilusória. Isso significa que, se precisamos ser guardiões da liberdade do outro, também é preciso que sejamos guardiões das diferenças que tornam os nossos parceiros únicos. 

A união de duas pessoas só funciona quando a individualidade é preservada, o que equivale a dizer que o amor abomina uma relação parasitária.

A individualidade, o respeito e a solidão são as bases para um relacionamento maduro, que permitem que ambas as pessoas possam crescer juntas e se sintam seguras e felizes com o seu relacionamento.

Segundo os psicólogos, esses princípios são as bases para qualquer relacionamento, seja esse um relacionamento amoroso, entre amigos ou entre parentes. 

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana F. Brotto

CEO do consultório Psicologo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *