Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Medo de avião

Categoria dos serviços do psicólogo: pânico, medo, fobia
Medo de Avião

Considerando que o medo de voar representa um padrão que apareceu há mais de um século, quando poucos se atreviam a embarcar em um avião, agora o comportamento humano já se apresenta de outra forma: a maioria das pessoas se sentem bem à vontade durante o vôo.

O medo de voar hoje representa não somente uma desvantagem social e profissional, mas, possivelmente, um sintoma de transtorno mental ou emocional. Apesar de tudo, o medo de voar é ainda bastante comum.

Cerca de um em cada dez pessoas possuem temor significativo que os impede de entrar em um avião, enquanto um em cada cinco adeptos ao transporte aéreo utilizam algum tipo de substância (álcool ou remédios) para “ajuda-los” a enfrentar a viagem.

Valor Consulta Psicóloga Cristiane






Não quero informar nome ou e-mail





Voar é considerado o meio de transporte mais seguro existente no mundo. Diversas estatísticas demonstram que viagens de avião podem ser até 30 vezes mais segura do que de automóvel.

O problema é que nenhuma estatística impede as pessoas de sentirem medo de avião. Isto porque o medo de voar pouco tem a ver com o risco em si.

Se o medo fosse baseado nas probabilidade de sofrer um acidente, quem teme voar teria ainda mais medo –30 vezes mais, para falar com exatidão– de embarcar em um carro, por exemplo.

Tipos de fobia

Tecnicamente, o medo de voar é uma fobia específica, que se enquadra dentro da lista de fobias de Transtornos de Ansiedade. E como forma de ansiedade, o medo gira mais em torno do que pode acontecer do que está acontecendo de fato.

O medo de voar envolve muitos outros componentes de preocupação, além do vôo em si. Muitas pessoas relatam um medo excessivo de alturas ou locais fechados, sendo que ambos fazem parte da experiência de voo.

Outros não tinham problemas em viajar de avião, até presenciar uma turbulência severa, um incidente mecânico ou outra ocorrência durante o voo que tenha desencadeado a fobia.

Como Escolher seu Psicólogo

Nesse guia completo você vai conhecer tudo sobre psicólogos e psicoterapia. A escolha do psicólogo certo para você envolve diversos fatores. Descubra aqui.

COMO ESCOLHER O SEU PSICÓLOGO

Estes que desenvolveram um medo de voar por conta de uma experiência negativa dentro de um avião, podem agravar ainda mais o quadro de ansiedade em resposta a eventos cada vez menores -tais como ruídos, movimentos, ou até mesmo expressões nos rostos da tripulação.

Ainda, psicólogos comentam que alguns passageiros frequentes que tornam-se mais temerosos após se tornarem pais, enquanto outros não gostam da sensação de não estar no controle da situação -ou pior, segurar sua vida nas mãos de pessoas desconhecidas.

Principais sintomas

De modo geral, quem vivencia o medo de voar possui dois tipos de sintomas, as reações fisiológicas ou reações psicológicas.

Reações fisiológicas ao medo incluem:

  • Tensão muscular
  • Tremores
  • Falta de ar, ou respiração pesada
  • Palpitações e dores no peito
  • Desconforto abdominal
  • Suor excessivo
  • Fraqueza
  • Tontura
  • Rubor ou palidez da face

Reações psicológicas ao medo de voar incluem:

  • Falta de memória
  • Percepção alterada
  • Falta de julgamento
  • Expectativas negativas
  • Pensamentos repetitivos

Tratamento para o medo de voar

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Para superar seu medo de voar, é importante contar com a ajuda de um psicólogo experiente que possa oferecer uma terapia comportamental direcionada à esta fobia em específico.

Terapias em grupo ou de exposição também funcionam em uma margem de até 98% de sucesso. Alguns psicólogos relatam que muitas pessoas perderam completamente o medo de viajar de avião em somente dez sessões.

Vale a pena observar que não existe tratamento medicamentoso para curar fobias específicas – como é o caso do medo de voar.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC