Sentindo-se desanimado?

Categoria dos serviços do psicólogo: depressão
Sentindo-se desanimado

Seja por simplesmente “levantar-se com o pé esquerdo” ou passar por uma semana ruim no trabalho, são inúmeras as situações podem desencadear uma crise de desânimo. Alguns psicólogos acreditam que o desânimo muitas vezes é confundido com depressão, mas ainda assim merece atenção.

Problemas relacionados ao desânimo

Ao sentir-se desmotivado, o indivíduo perde toda a perspectiva, ou esta fica distorcida – o pensamento vai mais e mais além, enfatizando todas as coisas que estão deixando-o descontente, psicologicamente preso. Ignorar o estado de desânimo pode ser altamente prejudicial, levando a problemas como mau desempenho no trabalho ou relacionamentos comprometidos.

Quando se está deprimido por conta do desânimo, é preciso reavaliar sua vida como um todo e perguntar-se como o seu tempo está sendo gasto, e o que está sendo feito para nutrir a sua autoestima. Inclusive, quando estamos desanimados, a tendência de tomar atitudes positivas e saudáveis para o nosso psicológico é ainda menor – uma bola de neve de desmotivação!

Dito isto, um dos primeiros passos para se sentir melhor é buscar apoio nos bons amigos e familiares. Eles podem lhe ajudar a fornecer uma validação importante sobre seus pensamentos sobre si mesmo.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para questões de depressão, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

O ânimo, ou motivação, é o processo que controla e mantém na linha diversos comportamentos humanos. Alimentar-se, exercitar-se, estudar, e perseguir um objetivo na vida, tudo requer ânimo. Todo mundo passa por momentos de desânimo de vez em quando.

Quem nunca ficou encarando a capa do livro sem coragem de abri-lo para estudar, passar longe da cozinha para não ter que lavar a pilha de louças, ou pular o dia de academia porque por alguma razão não está se sentindo bem – tudo isso e muito mais são sinais de desânimo.

Para algumas pessoas, problemas motivados pela falta de ânimo pode ter impacto negativo sobre a vida acadêmica, pessoal e profissional. Notas baixas, amizades desfeitas ou demissão do emprego por falta de proatividade são consequências reais do desânimo, observadas por muitos psicólogos. Descobrir a causa principal do desânimo é o primeiro passo para aprender a retomar seus comportamentos saudáveis.

Conheça as razões mais comuns que levam as pessoas a se sentirem desanimadas

Depressão

Um dos sintomas mais comuns da depressão é a anhedonia, que é a falta de interesse em realizar atividades, principalmente aquelas que um dia foram prazerosas. A depressão pode causar grandes estragos na vida do paciente. Porém o tratamento e acompanhamento psicológico são imprescindíveis para uma melhora positiva no ânimo e produtividade do mesmo.

Medo do fracasso

Isso pode ser explicado facilmente com a tradição Sul Asiática, onde os pais criam seus filhos exigindo atitudes perfeccionistas. Esta cobrança extrema acaba levando crianças e adolescentes a acreditarem que cometer erros é considerado um “defeito”. Ou seja, o medo inerente do fracasso leva o indivíduo a evitar o trabalho ou qualquer outra atividade.

Em vez disso, pessoas com medo de falhar acham que é mais seguro não possuir objetivos do que tê-los, tentar alcançá-los e fracassar.

Baixa autoestima

Pessoas com baixa autoestima tendem a acreditar que não são capazes de ter sucesso, e praticam auto sabotagem com frequência. Perdem prazos, procrastinam, assumem múltiplas responsabilidades sabendo que não é possível realizá-las, ou dedicam o mínimo de esforço em ambas, para que assim, quando o projeto ou tarefa não for executado com perfeição, exista uma desculpa para tal – “estava envolvido em outras coisas”.

Desviar a responsabilidade pessoal por seus erros ajuda a preservar um delicado senso de si que acompanha a baixa autoestima.

Procrastinação

A procrastinação ocorre por uma variedade de motivos, incluindo sobrecarga, depressão, ansiedade ou medo de falhar, entre outros. Quando a procrastinação se torna um hábito, a motivação para perseguir os objetivos se extingue.

Estresse

O estresse esgota uma quantidade significativa da nossa capacidade cognitiva e emocional. Algumas pessoas lidam com o estresse evitando compromissos, ajudando a incutir o desânimo em seu próprio psicológico. A falta de sono devido ao estresse também pode afetar o ânimo.

Como lidar com o desânimo

Atividades físicas, pausas frequentes para relaxar e manter a alimentação e o sono em ordem ajudam a melhorar o humor, a ansiedade e o estresse. Ao aliviar estes sintomas, sentir ânimo novamente fica muito mais fácil.

Se você se encontra incapaz de identificar o motivo do desânimo, ou sente que está sendo prejudicado demais no seu dia a dia, considere buscar o auxílio de um psicólogo que possa lhe ajudar a encontrar a raiz do problema, bem como prover as ferramentas necessárias para combatê-lo.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como afastar pensamentos negativos

    Como afastar pensamentos negativos - Psicologia
    Ter muitos pensamentos negativos pode levar à depressão, por exemplo. Se você se sente triste com frequência a ajuda de um psicólogo pode ser útil
  • Depressão Sintomas

    Depressão Sintomas
    Os sintomas de Depressão são bastante peculiares, como humor deprimido, falta de interesse, não querer sair de casa entre vários outros. Entenda os sintomas de depressão.
  • Depressão de Fim de Ano

    Depressão de Fim de Ano
    Depressão de Fim de Ano é mais comum do que se imagina. As festividades de fim de ano geralmente representam uma época de diversão e celebração, mas para muitas pessoas isso nem sempre acontece.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/101416)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.