Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Teste de Estresse, Ansiedade e Depressão – Responda agora!

Para psicólogos, ferramentas como testes e questionários auxiliam no processo terapêutico para mensurar a evolução do paciente com sintomas de depressão, ansiedade e estresse.

Estes testes podem fornecer informações sobre níveis de instabilidade emocional, além de ajudarem o próprio paciente a entender o que está sentindo.

No entanto, existe um teste específico que mede o grau desses sintomas e emoções e que pode ser aplicado por qualquer pessoa.

O teste chama-se DASS-21 (abreviação para Depression, Anxiety and Stress) e possui 21 perguntas (por essa razão o nome) e foi criado por estudantes de Psicologia da Universidade de New South Wales, na Austrália. É um teste de domínio público que pode ter a sua versão original acessada neste site.

O seu objetivo inicial era avaliar o grau e a intensidade dos sintomas da depressão e da ansiedade em indivíduos diagnosticados e não diagnosticados clinicamente, bem como, o grau de estresse de ambos os grupos.

Faça o teste agora!

O teste tem sido amplamente utilizado em pesquisas clínicas e não-clínicas e mostrou obter resultados confiáveis.

No Brasil, o teste foi aplicado em adultos, idosos e adolescentes para investigar a sua confiabilidade. Segundo este estudo, estudantes também responderam ao questionário por serem considerados vulneráveis a questões emocionais como depressão, ansiedade e estresse.

Por que fazer o teste?

O teste DASS-21 foi desenvolvido para definir e compreender o grau dos sintomas de depressão, ansiedade e estresse nos indivíduos, em especial às pessoas que possuem dificuldade em entender ou expressar a maneira como se sentem.

Se nos últimos dias ou meses você tem se sentido angustiado (a), inseguro (a) e/ou sobrecarregado (a), entre outros sintomas, e não entende de onde estão vindo ou o que são esses sentimentos e sensações, o teste auxiliará nessa resposta e ajudará a compreender o que pode estar acontecendo emocionalmente com você.

O teste é feito em escalas, cada uma dessas escalas possui sete itens, divididos em subescalas com itens mais específicos. É necessário responde-lo com clareza para a obtenção de resultados confiáveis. O participante precisará selecionar a intensidade dos sentimentos experienciados na última semana (ou seja, nos sete últimos dias anteriores à realização do teste).

Ele auxilia na compressão do que o indivíduo sente naquele momento e pode indicar, em alguns casos, a necessidade de buscar o auxílio de um psicólogo para dar início a um processo terapêutico.

Posso considerar o teste DASS-21 como um diagnóstico?

O teste DASS-21 NÃO substitui o diagnóstico clínico de um psicólogo ou médico psiquiatra. Ele apenas auxilia nas considerações do que o indivíduo está sentindo e o grau de intensidade dessas emoções e sentimentos. Para determinar qualquer diagnóstico, é imprescindível buscar a ajuda de um profissional capacitado para receber as orientações necessárias.

Qualquer pessoa pode fazer o teste DASS-21, mas menores de idade devem fazer o teste com a supervisão dos pais ou responsável.

Instruções

Leia cuidadosamente cada uma das perguntas e responda considerando o que você sentiu apenas nos últimos sete dias (na última semana).

As respostas sempre serão uma das seguintes opções:

  1. Não se aplicou de maneira alguma
  2. Aplicou-se em algum grau ou por pouco tempo
  3. Aplicou-se em um grau considerável ou por uma boa parte de tempo
  4. Aplicou-se em grau elevado ou na maioria do tempo

O teste

01. Achei difícil me acalmar
02. Senti minha boca seca
03. Não consegui vivenciar nenhum sentimento positivo
04. Senti falta de ar em alguns momentos, mesmo sem ter feito nenhum esforço físico
05. Achei difícil ter iniciativa para fazer as coisas
06. Tive a tendência de reagir de forma exagerada às situações
07. Senti tremores (ex. nas mãos)
08. Senti que estava sempre nervoso (a)
09. Preocupei-me com situações em que eu pudesse entrar em pânico e parecesse ridículo (a)
10. Senti que não tinha nada a esperar do futuro
11. Senti-me agitado (a)
12. Achei difícil relaxar
13. Senti-me depressivo (a) e sem ânimo
14. Fui intolerante com as coisas que me impediam de continuar o que eu estava fazendo
15. Senti que ia entrar em pânico
16. Não consegui me entusiasmar com nada
17. Senti que não tinha valor como pessoa
18. Senti que estava um pouco emotivo(a)/sensível demais
19. Sabia que meu coração estava alterado mesmo não tendo feito nenhum esforço físico (ex. aumento da frequência cardíaca, disritmia cardíaca)
20. Senti medo sem motivo
21. Senti que a vida não tinha sentido

Temp result depressao:

Temp result ansiedade:

Temp result estresse:

Temp Qts Respondidas:

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Brotto

Thaiana Brotto é psicólogo e CEO do consultório Psicólogo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Registrada no Conselho Regional de Psicologia pelo número CRP 106524/06.

10 comentários em “Teste de Estresse, Ansiedade e Depressão – Responda agora!

  1. Tem dias que tô feliz ,nunca sei o que quero um dia quero uma coisa outro dia já desisto sofro muito com isso .

    • Olá, Alessandra!
      Essa inconsistência pode ser ocasionada por diversos fatores. Pode ter uma questão emocional que precisa ser avaliada com mais profundidade ou mesmo pode ter a ver simplesmente com o fato de você não saber ainda o que você realmente deseja para a sua vida, seja no trabalho, seja na vida amorosa. Em ambos os casos, um psicólogo pode ser muito importante! Pense nisso.
      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  2. Bom dia ,minha mãe e tem numa tristeza imensa ,ela perdeu um filho num Acidente de carro há 7 anos e nunca mais foi a mesma…ela já fez tratamento com psiquiatra no começo,mas hj a triste permanece n tem disposição pra quase ND tudo se torna difícil pra ela..

    • Olá, compreendo que seja uma situação muito delicada e a rede de apoio é fundamental para ela. Um processo terapêutico poderá ser muito util. Abraços

  3. Olá sou casada ha 10 anos tenho ansiedade pois sei q é devido a situações q passo com meu marido ele é extremamente ciumento possessivo e me priva de muitas coisas até mesmo na educaçao de meu filho e ao arrumar um emprego.

    • Olá, compreendo como se sente. O ideal é iniciarem juntos uma terapia de casal para dizer como se sente, caso não seja possível, você pode iniciar uma terapia individual com foco no seu relacionamento para que tenha ferramentas para lidar com essas questões, Abraços

  4. Vim de um casamento com 2 filhos meu ex marido ficou muito doente sem condições financeiras eu tive que me virar sozinha com muito medo que ele morese mas melhorou fiquei casada 2o anos agora tem 4 anos que separei meu filho mais velho com 21 anos agora nos deu muito trabalho dês dos 11 anos de idade hoje está prezo conheci uma pessoa a 2 anos estamos juntos mas não tem cumplicidade carinho atenção estou a ponto de tirar a vida estou sufocada nada mais me importa perdi meus pais nesses 20 anos de casada não consigo procurar ajuda paresse que alguma coisa me bloqueia,

    • Olá, mesmo tendo dificuldade em buscar ajuda especializada, o ideal é que você tente ler ou assistir vídeos sobre o assunto para se sentir melhor e buscar um psicólogo que lhe dará ferramentas para enfrentas esses sentimentos controversos. Abraços

  5. Boa noite dou uma pessoa que não tenho auto confiança em mim tudo que começo fazer da desânimo desisto quando insisto faço sem emoção,auto estima baixíssima: sempre acho que nunca vo7 ter potencial para nada!

    • Olá, esses sentimentos são comuns em pacientes que tem baixo autoestima e depressão. Você pode buscar ajuda especializada para aprender a lidar com esses sentimentos e ter melhor qualidade de vida. Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *