Newsletter Gratuita
Assine Aqui

O que é covardia?

Categoria dos serviços do psicólogo: pânico, medo, fobia
Psicologia explicando a covardia

Existem formas de covardia, medo e fobia. Descubra as suas diferenças.

Já teve calafrios em uma situação de risco, ficou totalmente paralisado e sem ação? Ou sentiu o sangue congelar e frio no estômago? Estas são as sensações clássicas que as pessoas costumam definir como um grande medo ou estados de covardia, destacam os psicólogos.

Mas, será que todas essas sensações podem ser consideradas como covardia? Aqui, neste artigo, veremos que medo e covardia são coisas distintas. E ainda iremos aprender um pouco sobre fobia, do ponto de vista da psicologia.

Ver uma aranha, ter medo de altura, por exemplo, por si só não constituem fobias. Porém, caso a pessoa sinta um medo paralisante diante de tais situações, aí pode-se suspeitar de que aja um problema mais grave que o simples medo. Mas há diferenças entre medo, fobia e covardia. Leia o texto e entenda.

Medo

O medo é caracterizado por um sentimento intenso de desconforto ou de rechaço que, em geral, pode ser provocado pela percepção de um perigo iminente.

O medo é uma emoção primária, ou seja, que é causada pela aversão natural a um determinado risco ou ameaça. Sentir medo é normal, saudável e faz parte da nossa condição humana.

Fobia

Já a fobia, se caracteriza por uma sensação de medo insistente, irracional e exagerado em relação a alguma coisa sem que ela, necessariamente, represente perigo. Em geral, existe a ausência de motivo que desperte o medo em si.

Como forma de evitar as sensações mais desagradáveis de medo, a pessoa começa a buscar pelo isolamento, se afastando dos círculos sociais e de situações específicas. Desta forma, ela cria dificuldades em ter uma vida social estável.

Covardia

Quais são os motivos que levam uma pessoa a ser definida como covarde? Seja no trabalho, na família, em grupo de amigos e conhecidos, todos nós já passamos por situações em que nos sentimos covardes.

A covardia é mais um dos valores morais impostos a nós. Um covarde é alguém que deve ser julgado moralmente, não é mesmo? Ela é socialmente pior do que ter medo ou fobia.

>>> Para saber mais: Atendimento de Psicólogo para Ajuda Emocional e Atendimento de psicólogo para Ansiedade.

Para a psicologia, em determinados casos, ela pode continuar sendo um tipo de estratégia para o ser humano. A covardia está de mãos dadas com o medo e, de certa forma, com o conformismo. Podem ser considerados inseparáveis. Se não existe medo não há covardia.

Existem muitas formas de demonstrar a covardia. Uma de suas principais características está refletida no nosso comportamento. Ela é como uma expressão visível de não reação a situações, seja por paralisia e por medo e insegurança.

Também é possível encontrar a covardia em níveis psicológicos e não apenas emocionais, como o pensar, por exemplo. Pode ocorrer que exista uma ideia, situação ou inclusive uma lembrança na memória que causa dor e sofrimento à pessoa, e consequentemente, dá origem ao medo.

Vimos sobre o processo de pavor do pensamento, mas também tem a emocional. É preferível não sentir nada para evitar o sofrimento. Assim, o caminho de fuga das emoções dolorosas é a saída para muitas pessoas.

Toda emoção pode ser uma forma de problema emocional. Desta maneira, fugir das sensações iminentes de medo, de alegria, de tristeza, são fundamentadas nesta lógica.

O medo pode ser a emoção frente a algo, mas a covardia já é uma atitude, esse posicionamento firmado em frente ao medo, muito ligada ao complexo de culpa e tabus da nossa sociedade.

Para tratá-la, é necessário investir em autoconhecimento e ajuda de um psicólogo para identificar problemas como fobias e demais transtornos, através das sessões de terapia.

Gostou deste texto sobre covardia? Há diferenças entre medo e fobia, muitas vezes confundida com covardia. Gostaria de aprender mais? Não deixe de ler sobre pânico, medo e fobia!

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 7 dicas para enfrentar o medo

    7 dicas para enfrentar o medo
    O medo existe diante de perigo iminentes e que muitas vezes nos impede de avançar. Aqui vão algumas dicas do psicólogo para enfrentar o medo
  • Fobia Social

    Fobia Social - sintomas e tratamento
    A Fobia Social caracteriza-se por sintomas de ansiedade intensos perante situações sociais. Conheça os sintomas e saiba quando buscar ajuda.
  • Claustrofobia: suas causas e acompanhamento do psicólogo

    Claustrofobia: suas causas e acompanhamento do psicólogo
    A claustrofobia é um distúrbio psicológico ligado ao medo de permanecer em locais fechados, consultório do psicólogo localizado em São Paulo, Brooklin

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC