Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Reconhecendo as próprias falhas e trabalhando para corrigí-las

Categoria dos serviços do psicólogo: crescimento pessoal, crescimento profissional
Reconhecendo as próprias falhas e trabalhando para corrigí-las

Quem nunca cometeu erros, que atire a primeira pedra. Sendo assim, cuidado, pois você pode receber uma pedrada quando menos espera!

Afinal, ainda existem pessoas que não conseguem admitir seus erros, reconhecer suas falhas e defeitos.

Há ocasiões, porém, em que algumas crenças estão tão arraigadas e a dificuldade em reconhecer as próprias falhas é tão difícil que cabe aí a ajuda de um psicólogo.

Valor Consulta Psicóloga Clarissa






Não quero informar nome ou e-mail





Todos nós temos qualidades e defeitos. Quando as coisas não estão bem, cabe a nós darmos uma paradinha para entendermos melhor nossas reações e tentar ajustar nosso comportamento.

Muitas vezes já trazemos conosco essa tendência em não reconhecer quem somos e como agimos. Valorizamos nossas ações e não toleramos os erros dos outros.

Quando finalmente vemos que estamos errados, nos tornamos agressivos, arredios e muitas vezes até colocamos a culpa nos outros.

Compreensão de que somos imperfeitos

Quando admitimos um erro, incomodamos nosso ego negativo, que quer estar sempre no poder. E aí admitir um erro pode ser sinal de fraqueza ou ignorância.

Mas, ao contrário disto, aceitar que temos falhas mostra que realmente somos fortes e humildes para compreender que somos imperfeitos e que necessitamos estar em constante busca por melhoria.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Reconhecer as falhas, no entanto, não é ser conivente com os próprios erros. Não é achar que está certo, mas é aprender com estes erros e dificuldades, com paciência e disciplina.

O ideal é saber lidar com as próprias falhas sem agressividade, superando o medo de se expor e de estar aberto a aceitar as críticas.

Em muitos casos, somos levados por crenças colocadas pela família, religião, educação e até mesmo outros segmentos da sociedade. Achamos que as convicções que aprendemos são verdadeiras e isso nos traz conforto.

Afinal, elas nos mantém inseridos no grupo que pensa da mesma maneira. Libertar-se destas crenças e buscar o autoconhecimento ajuda a reconhecer quem somos e a buscar a melhoria da nossa postura e personalidade.

Veja como reconhecer nossas falhas traz benefícios

À medida que assumimos nossas falhas, atraímos mais pessoas para nossas vidas, pois estamos demonstrando que somos humildes e sinceros, que temos a virtude de reconhecer as falhas.

Trabalhando nosso ego para reconhecer as falhas nos traz autoconhecimento, passamos a conhecer melhor nossas qualidades e defeitos e, com isso, nos aceitamos melhor e temos mais confiança em nossas atitudes.

Nos sentimos mais felizes à medida que descobrimos que não há necessidade de ser perfeito, que cometer erros é normal e que podemos aprender com eles. Isso nos levará a uma vida mais segura, honesta e nos trará bem-estar.

Afinal, para viver novas experiências é necessário arriscar e correr riscos nos deixa sujeitos a cometer erros, mas se soubermos reconhecê-los sem nos preocuparmos com o que os outros pensam de nós, poderemos descobrir um mundo novo.

A psicologia ajuda a trabalhar as nossas falhas

Como Escolher seu Psicólogo

Nesse guia completo você vai conhecer tudo sobre psicólogos e psicoterapia. A escolha do psicólogo certo para você envolve diversos fatores. Descubra aqui.

COMO ESCOLHER O SEU PSICÓLOGO

Existem muitos casos em que esta autoanálise e este trabalho interno são muito difíceis e exigem ajuda externa. Aí surge a necessidade de buscar a orientação de um psicólogo.

Conversar com um profissional de psicologia pode ajudar muito a reconhecer nossas falhas, principalmente quando nosso ego está muito arraigado a conceitos e verdades absolutas.

Através de ferramentas específicas, o psicólogo irá identificar qual a nossa maior dificuldade e nos ajudará a trabalhar de maneira a nos libertar e reconhecer que, como seres humanos, somos passíveis de erros e que isso não é vergonha alguma.

Vale lembrar que a terapia em grupo também é muito positiva nestes casos. Os encontros com outras pessoas que têm as mesmas dificuldades são ideais para expressar sentimentos e analisá-los melhor.

Admitir nossas falhas faz com que passamos a nos aceitar e respeitar em um aprendizado constante.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC