O que é psicanálise

O que é psicanálise

A psicanálise é a área de investigação da mente humana. Sob os seus domínios estão diversos tipos de tratamentos de saúde clínica.

A origem da psicanálise se dá no século XIX a partir dos estudos da psique humana pelo médico Sigmund Freud, em 1881, quando ainda trabalhava no Hospital Geral de Viena.

Segundo Freud, a psicanálise seria a “profissão de pessoas leigas que curam almas”. No sentido científico da palavra, “alma” seria o equivalente a “mente” ou “inteligência”, atribuindo esse valor à condição das patologias que atingem e afligem muitas pessoas no mundo.

O principal objetivo da psicanálise é a interpretação de suas representações mentais, como sonhos, desejos, pensamentos e lembranças. É a partir desta abordagem que o psicanalista visa entrar em contato com o subconsciente e oferecer ao paciente a possibilidade de autocura.

Desta forma, a ação consciente do psicanalista é o de fornecer as chaves para a psique do paciente, como se fosse um espelho.

Quais são as aplicações clínicas da psicanálise?

O psicoterapeuta fará uso da escuta atenta em relação aos pontos encontrados ou indicados em uma breve apresentação dos conflitos que existem na mente da pessoa. Assim, o paciente será estimulado a reencontrar os trilhos perdidos de uma estrada, que são formados por lembranças.

Durante este trajeto, sempre com acompanhamento terapêutico, o paciente tratará das questões e das representações que se interagem e também se intensificam com o passar do tempo.

O papel do psicoterapeuta é mostrar estes trilhos de forma a compor uma paisagem mais natural possível para o paciente. Como forma de agir nos métodos, o tratamento ocorre com uma frequência de conversas que tendem a durar, dependendo das situações.

Na teoria psicanalítica, o acesso aos campos conflitantes da mente do paciente, devem ser transferidos para um plano de vista que seja facilmente penetrável pela pessoa. O objetivo disto é observar e dissolver os processos que desorganizam os aspectos da personalidade.

Diferentemente do que se pensa, a psicanálise não visa complexificar os procedimentos terapêuticos, vistos como complicados e obscuros. O contrário disso, a psicanálise serve para desenredar os nós da psique humana, através da análise e investigação.

A abordagem psicanalítica do profissional tem por objetivo desvendar as relações interpessoais do paciente. Assim ele detecta as ações presas do inconsciente, indicando qual o tipo de tratamento mais adequado.

A psicanálise como a terapia mais profunda

Como vimos, a psicanálise se utiliza de métodos não sugestivos. Seus efeitos são mais reflexivos e psicológicos do que corporais, que destinam-se a conhecer os processos inconscientes da mente.

A psicanálise é uma terapia mais profunda porque aponta para a alteração da personalidade do paciente. Em contrapartida, terapias como a psicologia ou psicoterapia são consideradas próximas à psicanálise. Apesar disso, seus objetivos têm ênfase nas abordagens específicas dos pacientes.

Não existem métodos melhores do que outros, apenas deve-se destacar que as abordagens e objetivos são de natureza diferente.

Como saber que precisamos da psicanálise?

Por onde devemos começar? Qual das linhas que existem devemos escolher? Uma das questões mais importantes para se saber é que o psicanalista não atua como um juiz, pois não interfere no que diz respeito a valores da pessoa.

O importante a saber é que a escolha pela terapia já um grande passo dado. O profissional fará o melhor para que essa experiência seja o máximo aproveitada no tempo certo de buscar as soluções.

Na verdade, a psicanálise sempre será recomendável todas as vezes em que a pessoa procurar atenuar qualquer forma de ansiedade e dificuldade, mental ou emocional. Deve-se lembrar que estes sentimentos podem desencadear processos patológicos, como distúrbios e transtornos mais sérios.

A psicanálise possui faculdades e técnicas para aprofundar todos estes temas de forma sucinta e, ao mesmo tempo, profunda. Nenhuma questão está afastada de todas as demais, tudo faz parte de um processo integral. O foco na psicanálise é encontrar as suas ligações.

A psicanálise busca ocupar-se do tratamento contínuo de grupos, indivíduos, famílias e, no entanto, geralmente o psicanalista explicará que nem toda a análise pode ser agradável, porque ela trará à luz experiências interna diferentes do que se acostuma perceber. Ainda assim, muitas pessoas continuadamente buscam esta terapia em momentos mais críticos ou com menor afligimento.

Saiba mais sobre a psicanálise e descubra você mesmo a chance de se autoconhecer. Leia nossos textos.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.