Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como Lidar com uma Traição

Como lidar com uma traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.

Por isso, é importante não cair em estado de negação e encarar os fatos de frente para conseguir resolver a situação.

Se você ou alguém que você conheça está passando por esse momento tão delicado, este artigo poderá ajuda-lo(a).

Sumário

  1. Não se deixe levar pela raiva
  2. 5 dicas para lidar com a descoberta de uma traição
  3. Se foi você quem traiu… O que fazer?
  4. Você não é a pior pessoa do mundo
  5. Contar ou não contar?
  6. E se a pessoa descobrir?
  7. Procurando ajuda

Sabemos que não é fácil, mas é possível. Não tome qualquer tipo de decisão drástica após descobrir uma traição, como os flagrantes ou as ligações. Com o máximo de calma possível, junte as evidências e chame o seu parceiro ou parceira para uma conversa particular.

Caso ele ou ela negue o fato, apresente as evidências, mostrando que essa conversa não é à toa. Aqui, é importante avaliar se ele (a) continua tentando enganar você mesmo após a descoberta.

1. Não se deixe levar pela raiva

Raiva, mágoa ou desejo de vingança são sentimentos comuns após a descoberta de uma traição, mas é importante não se deixar levar por eles – para cada ação ou decisão que tomamos em nossa vida, há uma consequência para ela.

Por isso, evite agressões verbais e físicas, tanto com o seu(a) parceiro(a) quanto com a terceira pessoa envolvida na relação.

Lembre-se de que é o(a) seu(a) parceiro(a) que tem um compromisso com você e que ele(a) não foi forçado(a) a ter outro relacionamento.

2. 5 dicas para lidar com a descoberta de uma traição

2.1 Chore tudo o que precisar chorar

Valor Consulta Psicóloga Marcela






Não quero informar nome ou e-mail





Pode até parecer clichê, mas somente o tempo é capaz de cessar a dor causada por uma traição, assim como as respostas para todas as perguntas. Por isso, respeite o seu momento e chore o quanto precisar chorar.

Peça apoio para alguém que você tenha confiança e não saia contando para todo mundo o que aconteceu. Certamente, passar por essa situação na companhia de uma pessoa querida e de confiança será muito mais fácil.

2.2 Converse

Quando você se sentir forte o suficiente, é hora de avaliar a situação de forma racional e conversar novamente com o(a) parceiro(a) para decidir o futuro da relação.

Nesse momento, algumas perguntas devem ser respondidas: o que contribuiu para a traição? Qual foi a lição que ficou? Seu(a) parceiro(a) foi fraco(a) ou mau caráter? Vale a pena continuar? Você conseguirá confiar nele novamente?

2.3 Não alimente a paranoia

Se você chegar à conclusão de que o seu relacionamento merece uma segunda chance, é fundamental perdoar o(a) seu(a) parceiro (a) de verdade e tentar deixar o episódio da traição completamente para trás.

Por mais que a sua insegurança seja compreensível, não tente espioná-lo(a), sufocá-lo(a) ou privá-lo(a) de fazer as coisas que ele(a) gosta.

2.4 Invista em você

Provavelmente sua autoestima vai sofrer um impacto após a descoberta da traição, mesmo depois da decisão de levar o relacionamento adiante. Ela pode demorar a se recuperar totalmente.

Por isso, invista o seu tempo em coisas que fazem bem a você. Pratique atividades físicas, comece um curso novo ou retome amizades antigas – faça leituras que agreguem positivamente em sua vida. O importante é ocupar o corpo e a mente.

2.5 Procure ajuda especializada

Não tenha vergonha de admitir que você e seu(a) cônjuge precisam de ajuda para superar o episódio. É papel do psicólogo ajudar as pessoas. Procure profissionais especializados nesse assunto, como psicólogos para terapia de casais.

Lembre-se de que relacionamentos passam pelas mais diversas provações ao longo do tempo e que isso é inevitável, pois são duas pessoas com personalidades, comportamentos e histórias de vida diferentes.

O que realmente vai importar depois de tudo isso é a superação nos momentos difíceis com respeito, coragem e dignidade.

Eu traí e me arrependo

3. Se foi você quem traiu… O que fazer?

Todo relacionamento tem o início perfeito: há amor, entusiasmo, paixão e curiosidade. Porém, com a passagem do tempo, pode ser que a fonte de toda aquela felicidade comece a secar.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Os beijos não têm mais aquele gosto de antes, o sexo se torna menos frequente, surgem as brigas, os desentendimentos, o tédio. E, de repente, aquele colega de trabalho, ou a vizinha da casa do lado, sorri para você. Por uns instantes, você acha que ali está a chave da felicidade que se perdeu. E a traição acontece.

Só que, ao invés de deixar você feliz e satisfeito, ela deixa um gosto amargo na boca. E o pior de tudo: você percebe que ainda ama – e muito – o seu parceiro ou parceira.

O que fazer em uma situação dessas? O desespero não é a solução: agora, mais do que nunca, é uma oportunidade para repensar suas atitudes e tomar uma decisão que pode mudar sua vida.

4. Você não é a pior pessoa do mundo

É muito comum, nessa situação, aquele que trai se sentir um canalha, a pior das criaturas. Isso tem justificativa: trair a confiança de alguém, quebrar as promessas feitas, fingir que está tudo bem quando na verdade não está, mentir e enganar a pessoa com quem se viveu tantas coisas, é realmente uma atitude terrível.

Porém, na maioria das vezes, a traição não foi um caso planejado.

O arrependimento de quem trai pode ser realmente sincero. A verdade é que todos nós temos nossos defeitos e fraquezas, mas elas não definem nosso caráter. O que o estabelece é a capacidade de admitir nossos defeitos e lutar para mudar alguns comportamentos.

5. Contar ou não contar?

Em geral, mulheres perdoam mais facilmente do que homens; porém, se você decidir contar, prepare-se para uma mudança radical em seu relacionamento. Mesmo que seu parceiro perdoe a traição, a confiança pode ser quebrada a ponto de nunca mais voltar a ser o que era.

Na maioria das vezes, nós nos sentimos impelidos a admitir nossos erros, mas para nos livrar do remorso, não tanto pelo desejo de sinceridade com a outra pessoa. Já parou para pensar nisso?

Assim, só você pode decidir se deve ou não revelar a traição. Às vezes, mais vale calar e simplesmente procurar não repetir o erro. A questão é se você conseguirá conviver com isso.

6. E se a pessoa descobrir?

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Tentar se justificar ou usar a clássica frase “não é isso que você está pensando” é a pior coisa que você pode fazer. Já que a traição foi descoberta, use a sinceridade. Assuma o que fez e procure manter um diálogo aberto e transparente.

Se possível, não converse com a pessoa logo após a descoberta da traição: afaste-se um pouco e deixe que ela se acalme, antes de vocês sentarem para conversar.

Então, com a cabeça fria, os dois podem avaliar o rumo do relacionamento, se vale a pena continuar ou é melhor vocês se separarem.

7. Procurando ajuda

Há muitos motivos para uma pessoa cometer uma traição. A busca de novas emoções, a incapacidade de resistir aos instintos, o tédio e a insatisfação no casamento ou uma paixão sincera por outra pessoa – como lidamos com isso tudo?

Você não precisa passar por isso sozinho(a). Ajuda psicológica pode ser uma solução nessas horas. Quando vivemos esses conflitos internos, tudo parece confuso, e um bom psicólogo pode ajudar a enxergar as coisas com maior clareza e encontrar a melhor solução para o relacionamento.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 10 sinais de que o relacionamento não vai bem

    10 sinais de que o relacionamento não vai bem
    Entrar em um relacionamento costuma ser mais difícil do que sair. Confira 10 sinais de que o relacionamento não vai bem
  • Terapia de Casal

    Psicólogos para Terapia de Casal
    Conheça tudo sobre o funcionamento da Terapia de Casal e descubra se ela é ideal para o seu caso. Conheça os psicólogos que realizam terapia de casal e agende sua consulta
  • Ansiedade

    Ansiedade Psicólogos
    Psicólogos especialistas em ansiedade. Conheça os psicólogos que tratam ansiedade, leia dezenas de artigos e marque sua consulta pelo site

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC

30 comentários em “Como Lidar com uma Traição

  1. Acho que temos que ser objetivo, traição é traição e a pessoa não merece em hipotese nenhuma 2ª chance, pois ela já mostrou o mal caráter que é.

  2. A traição ocorre tanto por falta de caráter da pessoa, como pode ser também por fatores emocionais como carência, porem a de ser admitir o seguinte: traição sempre é escolha. então neste caso o melhor mesmo é ser franco com a pessoa e falar o ocorrido, decidir não falar é adiar o inevitável, a pessoa acabará sabendo e ai será muito pior.
    Se traiu? converse com a pessoa, conte tudo e responda com sinceridade as suas perguntas, depois num gesto de amor termine o relacionamento, deixando livre pra que busque alguém que lhe proporcione aquilo que precisa e você agora livre escolha se quer viver uma nova aventura ou um relacionamento, porém em ambos os casos não cometa novamente os mesmos erros

    • Olá!

      Obrigada pelo feedback e fique à vontade para acompanhar os artigos.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  3. Bom dia,

    Gostei muito do site e gostaria de deixar uma questão.

    Tenho 33 e o meu marido 38. Temos um filho de 5 e eu já tinha um que agora tem 12. estamos em uma relação a quase 10 anos e somos casados. Durante os anos de relacionamento fui descobrindo traições esporadicas e problemas na relação que sempre resolvemos. a dois anos assinamos os papeis do casamento e prometemos um ao outro não trair e não magoar o outro. depois de 1 ano e alguns meses descubro que ele tem um caso a quase dois anos com uma colega do trabalho. Resolvi perdoar e o covid não ajudou e ficamos 6 meses até que a semana passada ele bebeu demais e veio para casa com uma prostituta, acordei com eles na sala isso uma quinta feira. ficou a beber e no meio das meninas o fim de semana todo. ontem começa com o pedido de desculpas e muito arrependimento. Já falamos em ele sair de casa e realmente quero me separar, mas acho que não tenho força, estou fraca, preciso de ajuda. o Que fazer?

    • Olá, Zoe!

      Relacionamentos são delicados, mesmo os que são aparentemente mais fortalecidos. Estamos falando sobre duas pessoas diferentes, com contextos diferentes, perspectivas diferentes, e embora possam estar juntas há anos, ainda assim eu diria que é praticamente impossível que ambos pensem igual ou estejam na mesma frequência o tempo todo.
      O que eu sempre procuro mostrar aos meus pacientes é a importância de se desenvolverem individualmente, porque somente quando temos o controle e conhecimento absoluto do que sentimos é que temos forças para tomarmos grandes decisões e encarar toda a bagagem que vem junto com isso.
      No seu caso, você reconhece que se sente fragilizada e que precisa de ajuda, e isso já é um grande passo. Entender o que estamos sentindo é fundamental para, a partir disso, buscarmos as soluções.

      Sugiro fortemente que você busque o auxílio terapêutico de um psicólogo, que possa acolher suas angústias e ajude você a resgatar toda a sua força emocional. Eu compreendo que neste momento você talvez ache que essa força não existe, mas ela está aí e só precisa ser encontrada e fortalecida. Agora na pandemia existem diversos psicólogos atendendo de maneira online, com valores acessíveis. Pense com carinho nisso.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  4. Ola me chamo Ana e descobri que meu esooso está me traindo conversamos pedi pra ele sair de casamais ele n saiu mais mesmo assim me trata mal o que devo fazer?

    • Olá, Ana!

      É muito complicado falar o que fazer ou não, principalmente com tão poucas informações.
      O que eu sugiro é que você busque fortalecer seu emocional, porque lidar com uma traição é muito delicado e doloroso. Uma dica é buscar o auxílio de um psicólogo e iniciar um processo terapêutico, que ajudará você a entender com mais clareza tudo o que está acontecendo, além de ajudar você a ter ainda mais força na sua tomada de decisão.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  5. Ola meu nome e Mirian , eu comecei a namorar desde nova , tive meu primeiro filho que nao foi uma gravidez de apoio do meu namorado , agente largava e separava muitas veses , ele sempre me colocava la embaixo me comparando com alguem .. Engravidei da minha segunda filha e a mesma coisa aconteceu , nao tive uma gravidez apoiada , ela nasceu e se separamos . entrei em depressao por achar que nao conseguia nada mais , e ele vivendo a vida de solteiro ! Depois emplorei pra voltar com ele e nos casamos no papel , era uma coisa que eu queria a muito tempo mais eu que sempre tinha que perguntar quando ele iria se casar comigo , logo depois Quando consegui meu primeiro emprego ele estava em casa cuidando dos meus filhos e eu pagava todas as contas , ate que conheci um rapaz que trabalhava comigo , ele insestiu em pegar meu numero e acabei passando , eu me encantei com o geito simpatico , falava dos meus problemas e ele me apoiava e acabei traindo , ficamos trablhando juntos por 1 ano , mais meu marido descobriu a traiçao e nos separamos , eu fui pra casa dos meus pais e ele pra casa dos pais dele , mais o moço que trai quiz alguma coisa seria comigo , como namorar .. Eu comecei a namorar com ele mais com sentimento de culpa , entao larguei do moço que estava e voltei com meu marido denovo , ele me prometeu que seria tudo diferente , que nao falaria mais sobre a traiçao , mais nao me sinto mais feliz com ele , acabei gostando do moço que me envolvi ! Sera uma ilusao ? Estou trocando o certo pelo duvidoso ? Eu nao estou sabendo lidar com sentimento de culpa ? Eu queria uma ajudar pra tentar entender oque eu realmente posso fazer , afinal eu tenho 2 filhos com ele , sou nova so tenho 22 anos e ele 24 anos ! Um filho de 4 anos e outra de 2 anos ! Ele fala que seria mais compreensivo , mais carinhoso , menos estupido , e nao falaria mais de traiçao , mais sim ele ainda fala disso ! Eu começo a pensar que nao vale mais apena eu insistir nesse relacionamento mais meu sentimento de culpa me deixa pensar de outra forma ! Adorei o texto parabens ! Obrigada .

    • Olá, Mirian!

      Percebo que você está bastante confusa quanto ao que você sente e quer para a sua vida. É normal. O que eu sugiro antes de tentar entender com quem você quer estar, é fazer uma reflexão profunda e se questionar: por que eu traí pela primeira vez? Como me sentia naquele momento? E depois, por que voltei? Embora pareçam perguntas fáceis, você precisa ser absolutamente honesta consigo mesma, e compreender exatamente como você se sente e como você se visualiza daqui 2, 3, 4 anos… Somente quando você tem acesso ao seu autoconhecimento é que você consegue tomar as decisões mais acertadas.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  6. Olá 14 anos casada e descubro que no ano passado meu marido me traiu por 2 meses
    Com uma mãe da escola do meu filho que por sinal ttinha o contato dele pois foi fono do meu sogro
    Ela mandou muitas mensagens pra ele mais de 50 por dia falando da roupa dele que via ele na escola e tudo mais por fim fotos peladas até marcarem encontros ele falou que começou a se arrepender muito consciência pesou então não foi mais respondendo as mensagens dela isso em maio e junho do ano passado só que ele não bloqueou e nem deletou ela enviou mensagem até abril deste ano falando que viu ele na rua e tal mas ele não respondeu agora fica pedindo perdão desculpas que se arrependeu muito que tem certeza que me ama e tem medo de me perder .posso acreditar mesmo meste arrependimento como saber se de fato é verdadeiro.

    • Olá, Daia!

      Entendo que seja uma situação bastante delicada e por isso não consigo dizer para você se deve ou não acreditar em algo, porque para uma compreensão mais profunda do contexto da história, somente através da psicoterapia conseguiríamos falar de questões mais internas. Eu vou te sugerir um artigo aqui do site que fala sobre Terapia de Casal, que pode contribuir também para você tirar algumas dúvidas, segue: O que a Terapia de Casal pode proporcionar à relação?

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  7. Olá, namorava ia fazer 8 meses quando meu próprio namorado me contou q me traiu com uma garota uma vez, foi num período conturbado do nosso relacionamento mas ainda sim estávamos juntos e ele pegou o telefone dela e marcaram de se encontrar, deram uns beijos e quando ia rolar mais coisa ele amarelou disse a ela q tinha namorada e foi embora. Ele continuou comigo tentando me contar mas tinha medo da minha reação, então ele agiu normalmente comigo por 1 mês, as brigas q tinhamos diminuíram muito, quase nada, passamos a ficar numa fase ótima. Até q uns dias atrás ele me contou o q fez e eu fiquei sem chão, como eu disse ele falou q tentou me contar logo assim mas não conseguiu por medo da minha reação, ele se mostra muito arrependido mas até aí pode ser atuação né, ele chorou muito quando peguei as minhas coisas da casa dele implorou pra eu não ir embora, eu disse q precisava de um tempo. Ele me pede uma segunda chance mas eu tenho medo de dar e ele fazer novamente, fora que agora minha confiança nele está mto abalada. Me ajuda, o que fazer? uma traição pode de fato fazer com q uma pessoa se arrependa verdadeiramente, comece a valorizar mais sua mulher e mude? Ou quem trai uma vez está fadado a trair outras vezes por ser um desvio de caráter?

    • Olá, Luísa!
      Uma terapia de casal pode ser bem interessante para trabalhar essas questões e inseguranças que foram geradas. Caso não se sinta à vontade com a terapia de casal, sugiro também uma terapia individual para você elaborar melhor tudo o que aconteceu e tomar decisões a partir disso. Pense nisso.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  8. Boa tarde, sou casado a 3 anos e meio com minha esposa,com um mês de namoro descobrimos a gravides dela, então ocorreu tudo muito rápido temos uma menina de 2 anos e meio, e ela e uma criança especial, tem autismo, e infelizmente eu trai minha minha esposa, não fiz sexo nem beijei a pessoa, só deixei ela me tocar… isso numa quarta feira, logo apos o ocorrido, me senti um lixo, com nojo de min, queria me matar, nao estava me suportando, não queira contar, ia manter isso pra min, so que nao consegui, eu tinha que falar me abrir, e na quinta feira, resolvi contar tudo.
    ela chorou, eu chorei, falei pra ela que acabei com nossas vidas, e estava muito arrependido, e que iria dar o tempo necessário pra ela. conversamos por muito tempo, logo apos isso ela me deixou dormi em casa, ela foi tomar um banho, e dps foi pegar um ar na rua, e no meio disso ela tentou se matar, mas não consegui, me falou q nao podia fazer isso por causa de nossa filha, e acabar com a vida dela por minha causa,
    choramos novamente, conversamos mais e mais, no outro dia eu estava tao mal com o acontecido, que parecia que estava tendo um infarto, meu coração tava explodindo, esta ficando sem ar, formigando minha mao, mas ela estava ali, ao me lado, me pedindo pra ter calma, me tranquilizando, nesse msm dia nao fomos trabalhar, deixamos nossa filha na minha mar, e saímos para conversar, tentar ver oq seria apartir de agr, ela me falou q me ama, e nao consegue ficar sem min, eu tbm amo ela e nao consigo ficar sem ela, (sei que quem ama nao trai mas sinceramente, nao sei oq deu em min, nunca fui disso, nunca na minha vida, para ceia q estava fora de min), conversamos mto, fui 100% sincero com ela, contei tudo que ela precisava saber, falei pode perguntar tudo que quiser, conversamos mto, coisa que nesses 3 anos, fazíamos pouco. mesmo apos tudo isso, ela esta ao meu lado, conversamos e ela me deixou ficar em casa, sabemos que não vai ser facil, talvez nunca me perdoe, mas tenho fé que vou recuperar a confiança dela, sei que ela esta com medo disso se repetir, medo de tudo, mas prometi pra ela e pra min, que isso jamais acontecerá de novo, sei que vai ser difícil no começo, mas vou deixar na mão de DEUS, e que seja a vontade dele, vou fazer o possível e impossível para recupera a confiança dela, pode demorar o tempo que for, e vou dar o tempo que ela querer, entao… é isso… comentei com ela se queria fazr terapia de casal, nao sem sé seria bom nesse caso, ou deixa que nos resolvemos, pois agora conversamos de tudo, relação ficou mais aberta, estamos contando tudo um pro outro, da minha parte nao há mentiras, nao escondo mais nada, realmente me arremepdi, e quero recupera minha esposa, nao importe o tempo q levar vou esperar,
    aaaa contamos so pra minha familia, ela nao quis contar pra dela, pois acredita q seu pai nao iria me aceitar de volta, sei que ela me ama muito, e e uma mulher muito forte, por lidar com isso, não sei se ela esta guardando tudo pra ela, e de uma hora pra outra desabar, falei para ela que assim q ela desabar, vou estar ali, podeira me chamar, irei largar tudo pra ir dar apoio a ela…. faz 4 dias desde o acontecido… então é isso…
    n

    • Olá!
      Primeiramente, obrigada por compartilhar o seu comentário e experiência.
      Compreendo a delicadeza da situação, mas vejo muita força de vontade de ambos para fazer a relação melhorar daqui para frente e isso é o primeiro passo.
      De fato, a terapia de casal pode ser bastante útil neste momento, para ajudá-los a lidar com mais clareza diante dessa situação. Essas coisas são passíveis de acontecer, o que temos que vislumbrar agora é o daqui para frente e como é possível fortalecer essa relação, cicatrizando as mágoas que podem estar envolvidas.
      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  9. Relacionamento de 8 anos com 5 morando junto temos um filho d 3 anos, em todo esse tempo eu nunca trai minha esposa, cai em uma tentação e fiquei com uma mulher uma única vez, ela descobriu, sai de casa a uma semana, estou muito arrependido pois eu não sou de esta traindo foi uma única aventura, como posso reconquistar minha esposa mesmo ela nao querendo por raiva.

    • Olá!

      Primeiro é preciso dar tempo ao tempo, para que ela também possa esfriar a cabeça e digerir tudo o que houve. Uma dica que pode ser bastante interessante é vocês fazerem uma terapia de casal, para ajustar essas questões delicadas e cicatrizar as feridas. Pense nisso!

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  10. Perdoar é necessário para que se tenha paz inferior e não se maquine a vingança. Por outro lado, a confiança não será mais a mesma; diante disso, penso que não vale a pena continuar qualquer relação que não haja confiança. Melhor terminar de vez.

  11. Bom dia! Li todos os tópicos parabéns pela iniciativa de ajudar quem precisa saber um pouco mais sobre esse assunto.
    Esse é meu caso já fazem meses que não consigo dormir bem, por que me arrependi de ter falhado como namorada com uma pessoa que fez muito bem pra mim e que nunca deixou de deixar claro o quanto me ama sinto nojo de mim Por ter feito o que fiz e me dói lembrar disso para melhor entendimento troquei fotos com duas pessoas um era um amigo e outro conhecia a pouco tempo, eu e meu namorado brigamos várias vezes por problemas na família por ciúmes mais mesmo assim voltávamos atrás e resolvemos tudo juntos e da melhor maneira possível mais também chegamos a brigar por sentir a falta de carinho e atenção das duas partes por que um ficava no celular demais e o outro não gostava.
    Mais voltando no assunto de traição eu fui quem falhei nessa parte de ter trocado fotos e algumas palavras nojentas com outra pessoa e dói muito ver que fui eu quem fez isso e amo muito meu namorado apesar de ter feito isso nada justifica a minha iniciativa mais me arrependo de ter feito isso com alguém que me importo muito e que amo a alguns dias atrás brigamos novamente por conta de algumas mensagens que ele viu no meu celular onde eu estava conversando com a pessoa que mandei fotos mais nisso eu já tinha me arrependido completamente é deveria ter ouvido quando ele me pediu para parar de conversar com essa pessoa e me afastar eu fui tonta e continuei a conversar mais sem aquelas atitudes ridículas que tive antes quando traí ele apenas ouve uma coisa que o deixou mal o jeito que eu chamava essa pessoa e o modo que eu respondia fez com que ele pensasse que havia algo entre a gente mais na verdade não tinha só fui idiota de chamar a pessoa daquela maneira e também continuar a falar com a pessoa e sei que pisei na bola não foi fácil pra mim quando me dei conta de que magoei meu namorado e havia feito isso de ter traido ele mais o pior não consigo contar pra ele por que tenho medo de perder ele de nos separarmos.

    • Olá, Jéssica!

      Uma terapia de casal ou mesmo uma terapia individual pode ajudar bastante a cicatrizar as feridas que ficaram além de fortalecer o emocional de ambos.
      Obrigada por compartilhar comigo a sua história.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  12. Oie, que legal que encontrei o seu site. Já adicionei o seu
    site aos meus favoritos, assim consigo voltar mais vezes
    para ver as novidades. Obrigada, beijos até a proxima

    • Olá, Flávia,

      Obrigada pelo seu feedback, fico muito feliz que tenha gostado do conteúdo.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  13. Boa noite!
    Estou em um namoro de quase 2anos e descobri através de mensagens pelo whatsapp que ele me traiu. Ainda não conversei com ele para falar sobre o acontecido. Gosto muito dele e tenho medo do que vai acontecer com nosso namoro.
    Devo contar ou não que descobri a traição?

    • Olá, Nana,

      Priorize o seu bem-estar e a sua saúde emocional. Coloque-se em primeiro lugar e não guarde mágoas. O diálogo é sempre a melhor saída!
      Também pense na possibilidade de conversar com um psicólogo para falar mais profundamente sobre este assunto.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  14. Amei às suas colocações diante das dúvidas e incertezas dos seus seguidores!
    Hoje é meu aniversário, tenho 20 anos de casada, terminando minha licença maternidade.
    Bem, passei por um momento muito lindo que foi à chegada do meu arco-íris Enzo Gabriel.
    Por outro lado, tive uma grande decepção a descoberta de traições do meu esposo.
    Pensei em mim separar, porém fui ao psicólogo e ele mim orientou à fazer terapia de casal.
    Tenho colocado nas mãos de Deus, porem6 estou muito machucada, pois até à aliança ele tirou do dedo…

    • Olá, Jussara,
      Que bom que gostou do conteúdo.
      Você continua fazendo terapia? Mesmo que vocês não façam a terapia de casal, eu sugiro fortemente que você continue numa terapia individual. Certamente será muito útil para você.
      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  15. Olá!

    Namorava há 5 anos e, descobri a traição de meu namorado, estávamos longe nesse final de semana, e foi quando pessoas da família dele mesmo, e amigos próximos, me contaram, por terem muita consideração por mim. Ele já não me atendia o dia todo, então quando soube eu simplesmente enviei um áudio, pra ele saber que eu já estava sabendo e, em seguida bloqueei. Ontem eu desbloqueei ele no whatsApp, logo em seguida ele bloqueou (coisa que ele nunca fez, em outros problemas) enfim, agora ele desfila com essa guria. Faz duas semanas apenas, e a pessoa nem sequer se coloca no lugar do próximo, que tinha a namorada perfeita, de família, que cuidava da família dele também, doei todo meu coração. E nem sequer ele sabe o fardo, a dor, a angústia que carrego no peito, que luto contra minha ansiedade e tudo mais. Vou ficar bem, eu sei. Tomo remédio, vou á igreja, me agarrei em Deus, para tudo eu superar! Mas como uma pessoa pode ser tão suja, com alguém que lhe foi perfeito? e não sentir remorso, culpa? Pode até não amar e nem querer mais a parceira. Mas realmente precisava pisar em cima de quem o amava assim? Sem qualquer tipo de remorso.

    • Olá, Renata,

      Compreendo o quão delicada seja a situação que você está vivendo, e a minha sugestão é que você não fique se perguntando sobre a maneira como ele pode ou não se sentir, e sim, pense em como você está se sentindo e cuide desses sentimentos. Nesse momento você está vivendo uma situação que vai te gerar uma montanha russa de emoções, como tristeza, angústia, revolta… O que você deve fazer nesse momento é fortalecer o seu emocional e voltar os seus pensamentos para você e seu bem-estar. Um psicólogo pode te ajudar nesse momento, pense nessa possibilidade!

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *