Como encontrar o melhor psicólogo para você

Como encontrar o melhor psicólogo para você

A escolha de um psicólogo não é das tarefas mais fáceis, que se possa fazer de qualquer maneira. O relacionamento entre paciente e terapeuta envolve cumplicidade e confiança. Por isso, deve haver empatia entre os dois e a percepção – antes de começar ou até mesmo durante o tratamento – de qual é o melhor psicólogo para você.

Além da questão de relacionamento e ética, a postura, o comportamento e o conhecimento prático e teórico da psicologia precisam ser levados em conta no momento de escolher um profissional ao qual você vai confiar suas dores, sentimentos e emoções.

8 Dicas para encontrar o melhor psicólogo para você

A essa altura você já sabe o que um psicólogo faz e os serviços de psicoterapia que eles prestam para terapia individual e terapia de casal. Vamos as dicas:

1. Busque referências de amigos ou familiares:

Se você tem algum amigo ou familiar que esteja fazendo ou já tenha passado por um processo de terapia, pergunte se ele gosta do psicólogo. Uma boa referência pode ser o primeiro passo para encontrar um profissional que o agrade. Caso encontre referências negativas, descarte e procure por outras.

2. Pesquise em Associações de classe, institutos e, universidades:

Você pode encontrar referências de bons psicólogos junto às entidades de classe do ramo, institutos de psicologia ou mesmo universidades. Lembre-se de que você precisa de um bom terapeuta e não um que seja conveniente. Nem sempre os dois conceitos andam juntos.

3. Busque pela Internet:

Na internet, você encontra vários sites de institutos e clínicas de psicologia onde pode obter indicações de profissionais próximos a você e que atendam na modalidade que você necessita, seja porque você está procurando um psicólogo em São Paulo ou em outra região. Nestes sites, você normalmente pode ler o histórico profissional do psicólogo e identificar características do trabalho que o agrade.

4. Cuidado ao julgar pela aparência:

Algumas pessoas ainda se deixam levar pela aparência, na hora de procurar na Internet. Tenha um pouco de atenção caso fotos dos psicólogos estejam disponíveis. Procure usar a sua intuição se este for o critério de escolha. Fotos muito glamurosas, em momento de lazer ou descontração, não combinam com perfil profissional. Volte sua atenção para fotos profissionais e cujo semblante inspire confiança.

5. Melhor homem ou mulher?

Para algumas pessoas, não faz a diferença serem tratadas por homem ou mulher. Mas, se no seu caso existe preferência, até mesmo para deixá-lo mais à vontade para as conversas e emoções que certamente virão à tona durante a terapia, então procure o gênero que irá lhe proporcionar maior liberdade.

6. Qual a metodologia?

Aqui é um ponto um pouco mais difícil, porque talvez você não tenha conhecimento de que linha e abordagem o seu psicólogo deve seguir dentre as muitas que existem. Depende muito do problema que o está levando a procurar um psicólogo. No caso de dúvida, não hesite em conversar e perguntar qual abordagem de tratamento o profissional que você está contatando segue e se ela se enquadra ao seu caso.

7. Faça contato:

Quando encontrar um psicólogo do seu agrado, ligue para ele e faça contato. Uma primeira conversa ao telefone servirá para tirar muitas dúvidas e mostrar se ele é indicado para o seu caso. Algumas perguntas são importantes neste primeiro contato, como por exemplo:

  • Em que instituição ele estudou?
  • Qual a especialidade?
  • Já tratou de alguém com o mesmo problema que você?
  • Qual é experiência dele?
  • É licenciado?
  • Qual o valor da consulta e de cada
  • Aceita algum convênio médico?
  • Qual o plano de pagamento?

8. Leve em conta sua percepção

Neste primeiro contato, a partir das informações e da sensação que teve ao conversar com o psicólogo, você já terá uma percepção se quer conhecê-lo pessoalmente para testar a empatia ou se prefere continuar procurando.

A melhor forma de escolher um psicólogo ainda é uma conversa pessoalmente, portanto confira os horários disponíveis dos psicólogos. Após estar frente a frente com o psicólogo você perceberá se o diálogo flui e se você se sente bem na presença do psicólogo. E se ele desperta sua confiança e segurança. Caso ainda reste dúvida ou se no decorrer do tratamento você não se sentir à vontade, sempre há tempo para mudar.

leia também

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.