Meu relacionamento não vai bem: insistir ou terminar?

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia de casal, relacionamentos, casamento
Meu relacionamento não vai bem: insistir ou terminar

Muitos casais que estão juntos há anos já passaram por isso. A relação vai se desgastando, as brigas se tornam diárias, o respeito e a confiança desaparecem. No entanto, até esgotar o sentimento, há um longo caminho que pode renovar um relacionamento, ou mesmo terminá-lo antes que o respeito acabe. É bastante complicado determinar qual é a melhor alternativa quando nos damos conta que nosso relacionamento não vai bem.

Insistir no relacionamento ou terminar

Não existe uma receita pronta que dê o resultado com 100% de certeza, infelizmente. Mesmo assim, alguns exemplos recorrentes de casais que procuram ajuda podem fazer você enxergar melhor sua situação. Há casais, por exemplo, que simplesmente não entendem o que está errado e por que brigam tanto. Nesse momento, a busca por auxílio e acompanhamento psicológico pode ser a melhor opção.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo para terapia de casal, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

A parcela de responsabilidade diante do comportamento de cada um deve ser dividida igualmente. Quando apenas uma pessoa está pensando nas consequências do que faz ou fala, os conflitos tendem a aumentar. Mesmo assim, sempre há espaço para melhoras em qualquer relacionamento conjugal, desde que haja vontade de mudar.

Uma dica, que pode até parecer clichê, mas que pode ajudar muito na hora de decidir se mantém ou termina um relacionamento, é fazer uma lista de prós e contras da relação. Sabe aquela velha história de colocar as coisas boas e ruins em uma balança? Todo relacionamento passa por fases melhores e piores e por isso não dá para abrir mão na primeira dificuldade ou briga. Se os pontos positivos da relação pesarem mais que os negativos, pode ser a hora de procurar terapia de casal ou individual.

Terapia de Casal

Antes de desistir de um relacionamento que tomou tempo para ser construído, por que não tentar uma solução boa para ambos? Brigas constantes, ausência do parceiro, desconfiança — tudo é motivo para estragar o que poderia ser uma parceria mútua. Nesses casos, quanto mais cedo o casal ou um dos parceiros buscar auxílio profissional, melhor.

O que o casal precisa buscar

Para que um relacionamento volte a ser bom para os dois, algumas palavras-chave precisam voltar ao cotidiano do casal. Veja abaixo:

  • Respeito: saber respeitar diferenças sem brigar, o espaço do outro, o jeito que se veste, como se expressa, etc.
  • Confiança: desconfiar do parceiro não combina com relacionamento saudável e nem com um futuro promissor.
  • Companheirismo: um casal é também amigo — ao menos deveria. É preciso apoio mútuo nos bons e maus momentos.
  • Conversa: tudo começa com uma boa conversa. Não adianta ficar restringindo assuntos que incomodam. Um casal precisa conversar sobre tudo.
  • Cooperação: um casal não pode competir. Relacionamento não é um jogo.
  • Atração: a vida sexual importa bastante. Não adianta fingir.
  • União: a vontade de estarem juntos e compartilhar momentos é fundamental.

A decisão de continuar ou não um relacionamento cabe ao casal, mas buscar ajuda de profissionais que lidam com isso diariamente pode facilitar a resposta. Há relacionamentos que já acabaram há muito tempo, embora o casal continue junto. A terapia de casal ou mesmo a individual pode esclarecer isso mais facilmente. Dessa forma, cada um pode seguir seu caminho e buscar a felicidade. Nem sempre insistir em um relacionamento é a resposta.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.