Psicólogo e Cirurgia Bariátrica

Categoria dos serviços do psicólogo: distubios alimentares
Psicólogo e Cirurgia Bariátrica

Nos tempos atuais, o índice de obesidade tem aumentado gradativamente. Isso se deve a inúmeras variáveis do mundo atual, como estresse ou falta de sono. Como consequência, surgiram os métodos de combate a essa doença, além dos métodos mais recomendáveis – como no caso dos exercícios físicos, academia e reeducação alimentar – surgiram métodos que prometem uma eficácia em menor tempo com muito menos esforço. Dentre esses métodos, surgiu a Cirurgia Bariátrica, que vem se tornando cada vez mais conhecida com o passar do tempo.

O que é a cirurgia bariátrica

A cirurgia bariátrica, também chamada de Gastroplastia ou redução de estômago, é um procedimento cirúrgico muito usado por obesos de graus dois e três, com o IMC superior a 35 kg/m², que através de métodos comuns não conseguiram perder peso. Segundo os médicos, esse é o principal objetivo da cirurgia.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para questões relacionadas a distúrbios alimentares, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Sabe-se que existem alguns tipos de cirurgias dentro da Bariátrica e isso varia de acordo com a situação do paciente. Porém, basicamente, consiste na redução do estômago, fazendo com que o paciente tenha seu apetite inibido e assim perdendo muito peso em pouco tempo.

Por que preciso de um psicólogo para fazer a cirurgia bariátrica?

As pessoas que normalmente optam por fazer a cirurgia bariátrica, em sua maioria, vêm de uma longa caminhada em busca do emagrecimento, aderindo a dietas, medicamentos, e, mesmo assim, não conseguiram emagrecer, então, escolhem a cirurgia.

Muitos pacientes não sabem que os médicos costumam pedir uma avaliação psicológica para a realização de cirurgia bariátrica. E, quando sabem, uma série de pensamentos surge, como: “o psicólogo me fará desistir da cirurgia”, “o que tem a ver um psicólogo com o estômago?” ou sentimentos de preguiça de fazer a avaliação – assim, desistem de fazer a avaliação. Ou mesmo ansiedade de concluir rapidamente para que o médico tenha o aval pra fazer a cirurgia.

Sentimentos como esses citados acima são muito comuns antes da avalição, mas a partir do momento que o paciente inicia o período da avaliação, certamente passa a entender que o psicólogo é, nesse momento, mais como agente motivador e preparador do paciente do que alguém que o fará desistir daquilo que trará maior conforto para sua vida. O papel do psicólogo resume-se em avaliar e preparar mentalmente o paciente para a cirurgia que mudará totalmente sua vida e seus hábitos.

O psicólogo é recomendado somente antes da cirurgia?

O papel do psicólogo costuma ser necessário no pré e pós-operatório. No pré-operatório são tratados os transtornos alimentares e entendido o porquê da opção do paciente pela intervenção cirúrgica – e prepara-lo para ela. Já no pós-operatório, o psicólogo é como um direcionador para que o paciente consiga manter a nova vida que lhe foi concedida através da cirurgia.

Se você tem outras dúvidas sobre esse procedimento, ligue para nós que colocaremos você em contato com um psicólogo para lhe dar mais informações.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.