Por que orientar os pais é tão importante para a educação dos filhos?

Por que orientar os pais é tão importante para a educação dos filhos?

Os pais que enfrentam alguma dificuldade na relação com os filhos, principalmente no que se refere à educação, geralmente são bem intencionados, mas não conseguem transmitir seus valores e normas de conduta. Este cenário exige bastante diálogo e o acompanhamento com um psicólogo se faz necessário, não como um indicativo de que eles falharam, mas sim que precisam de auxílio para garantir uma vida em grupo harmoniosa e que proporcione maior inserção na sociedade e desenvolvimento de suas habilidades.

O papel do psicólogo na orientação dos pais

A orientação dos pais, em geral, apresenta diferentes objetivos, dos quais se destacam o ensino de habilidades específicas que auxiliam na criação dos filhos e o abandono de práticas e comportamentos negativos ligados à relação entre ambos. A orientação é fruto de estudos e trabalhos de psicólogos e demais profissionais que ajudam na interação entre pais e filhos, em uma aliança amistosa em virtude do desenvolvimento da criança.

O psicólogo atua na correção e de forma preventiva, ensinando a agirem com medidas adequadas para diferentes contextos. Ele orienta quanto às atitudes dos próprios pais e como buscar que os filhos apresentem um comportamento adequado. Quando eles apresentarem ações que demostrem aquilo que consideramos um bom comportamento, devemos ressaltar essas ações, mostrando que esse é o esperado delas. Dessa forma, elas aprendem que é algo recompensador se comportar da maneira que os pais esperam.

A orientação parte da premissa que os pais precisam de entendimento para que possam modificar a conduta de seus filhos, e assim aprenderão como agir em diversas situações. Isso ocorre porque, à medida que uma pessoa toma conhecimento de sua forma de agir e de quais são as suas consequências, ela estará apta a mudar suas ações, ampliando as capacidades de relacionamento. Alterações positivas na conduta dos pais irão refletir na mudança do comportamento da criança.

Objetivos da orientação

Em linhas gerais, é possível obter mudanças comportamentais tanto no curto quanto no longo prazo. Os principais objetivos são:

No curto prazo

  • Aplicar técnicas específicas de comportamento;
  • Aplicar medidas educativas ao invés das medidas coercitivas;
  • Aplicar e ampliar as possibilidades de interações indicadas tanto aos pais quanto aos filhos;
  • Alterar atitudes problemáticas.

No longo prazo

  • Prevenção de comportamentos antissociais;
  • Estimular a autonomia dos filhos;
  • Estimular relações sociais mais proveitosas;
  • Ensinar valores, condutas e práticas que levem a criança em direção à felicidade.

Orientar os pais através de um psicólogo permite uma relação mais proveitosa com os filhos, viabilizando o aprendizado de habilidades, valores e ações que os capacitam para tomarem decisões positivas, conduzindo suas vidas de forma a serem agentes de sua própria felicidade. Eles devem se sentir no controle e responsáveis por um comportamento esperado e defendido pela sociedade como um todo. Para isso é importante que as medidas praticadas pelos pais apresentem consistência e tenham o objetivo de trazer benefícios ao aprendizado de seus filhos.

Em suma, as intervenções do psicólogo capacitam os pais a lidarem com questões que permeiam a interação com seus filhos. São promovidas situações de aprendizado e de construção da autoestima e da autonomia das crianças. Por meio das orientações é possível modificar definitivamente a relação entre pais e filhos.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.