Assertividade: Como manter relações saudáveis

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia cognitivo comportamental, tcc
Assertividade

Às vezes, as pessoas com quem convivemos podem nos decepcionar de alguma forma e isso não é nenhum crime. Ou porque falou algo que não foi legal, ou porque agiu de forma impensada – são inúmeras as situações que podem nos gerar desconforto dentro de uma relação: esta relação pode ser entre amigos, entre casais ou mesmo relações profissionais.

Ficar chateado com o amigo, com o parente ou com o sócio é parte da construção das relações.

Na Psicologia um tema bastante falado e discutido é sobre a assertividade. Assertividade basicamente é o comportamento do ser humano de falar aquilo que lhe desagrada/ desagradou de forma sensata e madura, sem passar por cima dos direitos e do respeito pelo outro. Mas entendemos que, certamente, ser assertivo não é uma tarefa tão fácil no dia-a-dia.

Mas, vamos pensar em longo prazo: supondo que um amigo que você gosta muito está tendo uma série de comportamentos inadequados e que estão gerando desconforto em você – qual a melhor saída? Certamente, sentar e conversar, e explicar o que está acontecendo, oferecendo um auxílio para pontuar quando este amigo tiver estes comportamentos, como forma de fazê-lo entender que o objetivo não é lhe causar transtornos, mas criar amadurecimento de sua parte.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para atendimento de terapia cognitivo comportamental, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Confiança nas relações

A confiança geralmente é construída na convivência com o outro, observando seus comportamentos, caráter e personalidade. Tudo isso faz com que a confiança comece a nascer. Confiança é olhar para o outro e acreditar que ali você pode conversar abertamente, sem “pisar em ovos”, e que tudo bem, as coisas permanecerão ali, dentro daquela relação.

Não é recomendado (e nem saudável), sair falando aos quatro cantos sobre sua vida, seus projetos e planos – estas coisas precisam de discrição. Geralmente as decepções partem daí: quando você conta para um amigo àquilo que você está planejando, ou sobre algo que aconteceu e você ficou chateado, e este amigo fala para o outro, não respeitando a confiança que você lhe deu.

Ainda assim, mesmo quando estas coisas podem nos deixar bastante chateados, a melhor atitude é a de falar abertamente que aquilo não foi legal e que das próximas vezes você gostaria de um pouco mais de cuidado. São formas simples de se resolver estas questões que podem, sim, gerar uma bola de neve se não são faladas e resolvidas em tempo.

Então, dessa forma, é possível manter relações saudáveis?

Sim, essa é uma das maneiras possíveis de se manter uma relação saudável. Claro que, aqui, estamos falando sobre confiança, que é, geralmente, a base das relações. Mas existem inúmeros fatores que constroem relações e todas merecem atenção e cuidados, pois somente assim seremos capazes de manter nossas relações e nossos ciclos de amizade estáveis e duradouros.

Nos relacionar com outro ser humano é sempre uma caixinha de surpresas, mas com cautela e paciência sempre podemos obter bons frutos dentro de nossas relações – os aprendizados são fantásticos!

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.