Newsletter Gratuita
Assine Aqui

6 dicas para jovens profissionais no início da carreira

6 dicas para jovens profissionais no início da carreira

Jovens profissionais podem ficar um pouco confusos com as particularidades do início de carreira. Esta fase é marcada por múltiplas possibilidades, aflorando a ansiedade acerca do futuro. Afinal, qual é o caminho certo? 

Na cabeça de quem não tem experiência com o mercado de trabalho, qualquer imprevisto se transforma em um problema gigantesco. Uma escolha equivocada, um erro ou um projeto fracassado ganham proporções catastróficas quando, na verdade, são eventos comuns.

Psicólogos afirmam que as pessoas costumam se deslumbrar com as etapas de vida ainda não vividas. A idealização exagerada do futuro é prejudicial porque foge à realidade, tornando a pessoa suscetível a frustração.

Para iniciar a carreira profissional e aproveitar todas as experiências dessa fase da vida, o profissional jovem deve agir com inteligência emocional.

O que os jovens profissionais não sabem

Todo profissional experiente e de sucesso já foi iniciante. Esse é um processo obrigatório, do qual não se pode escapar.

Uma pessoa até pode avançar na frente dos colegas de profissão por conta de “atalhos” que em nada tem a ver com a sua experiência profissional ou competência. Quando estiver atuando, contudo, a sua falta de jeito ficará evidente.

Sendo assim, quem está no início de carreira não precisa se intimidar com os profissionais mais experientes ou com a complexidade dos trabalhos.

Você provavelmente encontrará colegas pouco amigáveis, mas também fará amizades duradouras no ambiente de trabalho. No fim, as experiências boas vão se sobressair às negativas

Profissionais jovens também temem fazer escolhas erradas e, assim, comprometer o restante da carreira. A falta de experiência os leva a pensar que não podem errar ou devem “mostrar serviço” a todo momento.

As ações das pessoas falam por si só com o tempo. Agir com integridade e respeitar todas as pessoas à sua volta, independente da posição hierárquica na empresa, são atitudes que ficam na memória. Não é preciso forçar para ter uma boa reputação se você possui uma conduta ética.

Quem errou sempre pode compensar as condutas impróprias pedindo perdão e aprendendo com as suas falhas. Pode doer, mas esse momento desconfortável é passageiro. Os profissionais experientes têm ciência que quem está começando não tem tanto conhecimento e prática, então, não tenha vergonha de errar.

Dicas para quem está iniciando a carreira

O início de carreira é um momento repleto de emoções. Enfim, os jovens profissionais se deparam com os resultados de seus esforços durante anos de graduação. O medo de cometer erros, a vontade de colocar as habilidades em prática e o desejo de viver grandes experiências toma conta da busca por emprego.

É verdade que existem “normas” sociais silenciosas que só são compreendidas quando um profissional trabalha por um determinado período. Quem está no começo da carreira nem sempre tem conhecimento delas nem possui as manhas para lidar com determinadas situações. E tudo bem.

Essas regras secretas são entendidas com o tempo de experiência. O jovem profissional precisa se atentar para outros fatores no momento de buscar emprego ou de se consolidar na empresa após ter conquistado a vaga.

Veja abaixo seis dicas para orientar quem ainda não entrou ou está entrando no mercado de trabalho.

1.     Sonhe alto, mas controle a ansiedade

O profissional de perfil jovem é naturalmente cheio de sonhos e objetivos fantásticos. Essa paixão é uma excelente motivadora. Todavia, é preciso compreender que leva tempo para transformar esses sonhos em realidade.

Experiência, especializações, networking e participação em eventos são elementos que compõem a trajetória de profissionais de sucesso. É impossível começar uma carreira com toda essa bagagem, certo? Então, controle a ansiedade quando sentir que a sua vida está estagnada.

Aproveite cada etapa do início de carreira para se tornar um profissional melhor.

Aceite os erros, os colegas inconvenientes, os chefes autoritários e os clientes implicantes. Na hora, você pode somente sentir raiva, mas depois irá compreender como aquela situação ou pessoa inoportuna o ajudou a crescer profissionalmente.

2.     Invista nas redes sociais

Valor Consulta Psicóloga Marcela






Não quero informar nome ou e-mail





Hoje, a busca por emprego é mais dinâmica. As vagas não são anunciadas somente em jornais e nas agências do trabalhador. Elas estão nas redes sociais e em plataformas de busca de vagas.

O jovem profissional precisa se destacar nas redes sociais, preenchendo-as com sua personalidade, conhecimento e conquistas. O LinkedIn é uma plataforma voltada especialmente para conectar profissionais e empregadores. Lá, o profissional encontra vagas, escreve artigos da sua área de expertise e participa de debates.

Do mesmo modo, as outras redes sociais podem ser utilizadas para atrair a atenção de empresas. Elas podem ser utilizadas, por exemplo, como portfólios virtuais dos seus cases de sucesso. Assim, quando um empregador pedir o link dos seus melhores trabalhos, você saberá exatamente o que enviar a ele.

Mas calma! Ainda é necessário procurar vagas pessoalmente. Se você ficar sabendo de uma oportunidade bacana, não hesite em fazer uma visita à empresa com o currículo em mãos.

3.     Amplie seus horizontes

Quando os jovens profissionais deixam a graduação, costumam ter uma visão limitada da carreira. Como desejam muito trabalhar em determinado ramo, trilham o seu caminho focando somente naquele objetivo. Essa visão limitada acaba fazendo-os perder oportunidades.

Nunca diga “nunca irei trabalhar com X coisa” ou “nunca farei Y função”. Nunca se sabe o dia de amanhã e, em um momento de necessidade, você pode acabar fazendo justamente o contrário do que disse.

Amplie os seus horizontes com cursos, eventos, congressos, conversas com outros profissionais, funções que não tem nada a ver com o seu trabalho ideal e empresas em que nunca se imaginou trabalhando.

Basicamente, não recuse oportunidades de conhecer o mundo em primeira mão e consuma conhecimento para aperfeiçoar as suas habilidades.

4.     Cuide dos hábitos

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Pessoas de sucesso seguem determinados hábitos, sabia?

Acordam muito cedo, trabalham nos finais de semana, fazem meditação e voluntariado e, sobretudo, cuidam da saúde mental e física. Sem saúde, não se pode fazer muito. Logo, todos os profissionais, jovens ou experientes, devem cuidar dela.

Opte pelo hábito mais sadio, pois ele o ajudará a ser mais produtivo. A produtividade não será somente momentânea, mas, sim, de longo prazo.

Você pode não ver a necessidade de ter hábitos consistentes no momento. Afinal, jovens profissionais possuem mais energia, aprendem mais rápido e não precisam de tantas horas de sono. Com o tempo, contudo, a diferença entre um profissional com hábitos saudáveis e um profissional cujos hábitos colaboram para a sua estagnação ficará clara. 

Alguns hábitos que ajudam os profissionais a iniciarem e acrescerem na carreira são:

  • Acordar e dormir no mesmo horário sempre;
  • Comer alimentos saudáveis;
  • Fazer exercícios físicos regulares;
  • Ter gosto por aprender;
  • Se atualizar constantemente;
  • Descansar quando necessário para não sobrecarregar o corpo;
  • Praticar o autocuidado;
  • Celebrar os pequenos sucessos;
  • Desenvolver a empatia; e
  • Consumir conteúdo de qualidade.

5.     Seja humilde

Às vezes, jovens profissionais estão ávidos para mostrar o seu conhecimento e criar uma boa imagem na empresa. Devido à sua intensidade, essas atitudes podem parecer arrogantes. Assim, o profissional encontra repreensões e censuras em vez do sonhado reconhecimento.

Mesmo que um profissional mais experiente aparente não dominar o conhecimento técnico da atualidade como você, seja humilde. Não deixe os momentos em que você se destaca no ambiente profissional subirem à cabeça.

Comemore as suas vitórias, mas não exiba o seu desempenho na cara dos outros. A humildade é um soft skillessencial para se tornar um profissional de sucesso.

6.     Faça o que você gosta

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Quando uma pessoa não trabalha com o que gosta, ela vai ficando desmotivada e acomodada. Comete erros por desatenção, prejudicando outros profissionais e departamentos. A sua reputação na empresa começa a decair e a sua saúde mental sofre com a quantidade de sentimentos negativos.

Trabalhar com o que você gosta não é somente uma crença popular, repetida constantemente em escolas, faculdades e ambientes profissionais. É, de fato, indispensável para ser um profissional feliz. 

Pode demorar alguns anos para você encontrar o seu emprego dos sonhos. Talvez seja necessário mudar de local de trabalho ou de profissão. Seja como for, opte pelo caminho menos turbulento para o seu equilíbrio emocional uma vez que um indivíduo infeliz não trabalha nem vive bem.

É claro que por vezes é preciso tolerar um emprego mediano para pagar as contas ou adquirir experiência profissional. O que não pode acontecer é você se acomodar em uma realidade indesejável. A insatisfação oriunda do comodismo podem causar depressão, ansiedade e outros problemas psicológicos.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo e Terapia. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC

2 comentários em “6 dicas para jovens profissionais no início da carreira

    • Olá, obrigada pelo seu comentário. Fico contente que você tenha gostado do conteúdo. Isso certamente me inspira a trazer materiais de qualidade para vocês! Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *