Estar solteiro não é um problema

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia de casal, relacionamentos, casamento
Estar solteiro não é um problema

Muitos filósofos e poetas falam sobre a importância do autoconhecimento. Conhecer a si mesmo permite descobrir a diferença entre estar sozinho e estar solitário.

Vivemos em um mundo de relações e contatos permanentes uns com os outros, isto é, somos seres sociais por natureza. No entanto, sabemos que muitas pessoas não gostam de estar solteiras. Aparentemente, há um componente genético que explica o porquê alguns se sentem mais confortáveis em um estado de solidão do que outros. Segundo o cientista e psicólogo John T. Cacioppo, criador da disciplina de Neurociência Social da Universidade de Chicago, estar sozinho é uma condição muito importante da evolução e é um imperativo dos seres humanos, pois permite uma série de coisas, como:

Pensar e refletir

O mundo de hoje é rápido, e as coisas acontecem sem que se tenha tempo de assimilá-las. Muitas vezes se vive no piloto automático, sempre seguindo o mesmo caminho. Mas parar por um tempo e refletir sobre a vida é muito positivo: olhar em volta e ver onde se está, se o caminho escolhido é o certo e desfrutar o entorno. Pense sobre o que você sente em relação à vida. Esta informação é vital para alcançar os seus objetivos pessoais e é percebida melhor quando se está sozinho e tranquilo.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo para terapia de casal, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Aumentar a confiança em si mesmo e na sua independência

Ficar sozinho permite fazer uma autoavaliação, a não depender da aprovação dos outros para as coisas que se deseja realizar e nem se prender a critérios preestabelecidos de sucesso e de fracasso. Ao passar um tempo sozinho, se aprende a tomar decisões sem ajuda e a resolver problemas com base em seus próprios recursos. A aquisição dessas habilidades permite que a pessoa se sinta mais valiosa e acredite mais em si mesma, além de aumentar a autoestima.

Oportunidade para conhecer melhor a si mesmo e a entender o que realmente lhe faz feliz

Surpreendentemente, muitas pessoas têm tão pouco tempo para si mesmas que, quando perguntadas por um psicologo sobre o que gostam e as coisas que as fazem feliz, não sabem responder. É muito importante ter um hobby e separar um tempo para fazer coisas que realmente dão prazer. O trabalho de autoconhecimento é vital para a felicidade.

Recarregar as baterias

Estar com outra pessoa pode ser desgastante. Estar sozinho permite recarregar as baterias para a vida social e recuperar-se com tranquilidade. É um momento único, um tempo só para você em que se pode ser egoísta. A constante interação com outras pessoas, eventualmente, gera o desgaste, e é preciso repor as energias.

Aumentar a sua produtividade

Muitas vezes, perdemos o foco do trabalho e dos nossos projetos pessoais, deixando a vida profissional em segundo plano. Às vezes, estar sozinho é o momento ideal para se dedicar a carreira, fazer um curso de reciclagem ou uma pós-graduação. Esse momento de solidão é ideal para focar na carreira.

Estar sozinho consigo mesmo é muito construtivo. É um momento de autonomia e independência da idade adulta. Cabe ao indivíduo reconhecer essa oportunidade e aproveitá-la da melhor forma.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.