O que é maturidade emocional

Categoria dos serviços do psicólogo: crescimento pessoal, crescimento profissional
O que é maturidade emocional

A maturidade emocional é o objetivo de muitas pessoas. Mas você sabe o que ela é e quais as principais características de uma pessoa com maturidade emocional? Então leia o texto!

Ter maturidade emocional é ter um controle específico sobre as emoções. Uma pessoa emocionalmente madura experimentou o espectro de emoções, compreende as consequências de cada uma delas e conhece os benefícios de estar no controle delas, explicam os psicólogos.

Mais importante ainda, uma pessoa emocionalmente madura sabe que tipos de coisas contêm diferentes emoções e sabem identificar cada uma com clareza. Elas não entram em pânico tentando determinar o que sentem e como devem reagir.

Em nosso artigo vamos explicar as principais características de uma pessoa com maturidade emocional. Confira!

Principais características de uma pessoa com maturidade emocional

Como saber se você é uma pessoa com maturidade emocional? Fizemos uma lista com as principais características psicológicas. Confira!

1. Empatia

Se você estiver procurando psicólogos em São Paulo, para questões relacionadas a crescimento pessoal ou profissional, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Não basta ser capaz de identificar suas próprias emoções. Você também precisa ser capaz de reconhecer e gerenciar as emoções dos outros.

Quando você tem empatia por outras pessoas, somente coisas boas podem vir: compreensão, compromisso e uma maior inteligência emocional. Ter empatia pelos outros também é uma forma de respeito e torna você mais acessível, o que são traços importantes da maturidade emocional.

2. Responsabilidade

Maturidade emocional significa ser capaz de admitir quando você está errado e enfrentar as consequências de seus próprios erros com compreensão e dignidade. Pense em pessoas que não se responsabilizam por coisas que fizeram. Muitas vezes, eles estarão em negação de qualquer delito, e, às vezes, até tentam colocar a culpa em outra pessoa.

3. Autoconhecimento

A autoconsciência é um dos fundamentos da maturidade emocional. Quando você é autoconsciente, significa ser capaz de identificar seus estados emocionais, ver seus pensamentos e ações de todos os ângulos e julgar-se com base nos mesmos padrões que você julga os outros.

As pessoas que são autoconscientes tendem a ser melhores em aceitar críticas, o que é outro traço da maturidade emocional. Isto é porque elas são frequentemente mais críticas de si mesmas, sendo mais perceptivas de suas próprias ações e emoções.

>>Veja também: Inteligência Emocional e Autoconhecimento

4. Flexibilidade

Flexibilidade significa entender que nem tudo vai seguir seu caminho, e isso é apenas um fato da vida. Ser capaz de fazer concessões, especialmente quando envolve outras pessoas, é um sinal claro de maturidade emocional. Desenvolver um senso de flexibilidade requer alguns traços diferentes como a paciência, por exemplo. Se você não conseguir manter a calma durante os períodos de mudança ou quando problemas surgirem, não poderá tomar decisões tranquilas e conscientes.

5. Uma quantidade saudável de confiança

A confiança é um dos elementos que compõem a maturidade emocional, mas tem que ser uma quantidade saudável. Excesso de confiança pode fazer a pessoa beirar a arrogância. Confiança insuficiente pode gerar baixa autoestima. Você precisa de um equilíbrio de confiança e autoconhecimento para confiar em suas próprias decisões, mas aceite as críticas necessárias se tiver feito a escolha errada. Confira este texto sobre como aumentar sua autoconfiança.

Ter maturidade emocional é algo muito desejado. Ela ajuda a fazer com que tenhamos mais sucesso em todos os âmbitos da vida, dos relacionamentos pessoais até mesmo sucesso na carreira. E ela pode ser desenvolvida, inclusive por meio de terapia. Um psicólogo irá promover o autoconhecimento e ajudar a aumentar a autoestima.

Gostou desse texto? Então pode se interessar por esse aqui também: Seis formas de você alcançar o seu bem-estar

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Frustração

    Frustração Psicologia
    Frustração parece um sentimento tão recorrente no cotidiano de muita gente. Conheça mais sobre frustração e saiba quando é hora de buscar um psicólogo
  • Saiba como construir boas relações

    Saiba como construir boas relações
  • Como controlar a impulsividade

    Como controlar a impulsividade com consultório do psicólogo em São Paulo
    Alguém que age sem pensar sobre as consequências de suas ações e sem ponderar suas opções é considerada impulsiva, e geralmente prejudica terceiros.

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.