Newsletter Gratuita
Assine Aqui

7 sinais de manipulação emocional

Categoria dos serviços do psicólogo: ajuda emocional
Sinais de manipulação emocional

A manipulação emocional pode ser difícil de identificar, mas as consequências que ela causa em nossas vidas é bem visível, destacam os psicólogos. Confira os principais sinais.

Manipulação emocional está presente em todos os relacionamentos, desde os amorosos até os de trabalho. Isso pode ser feito de maneira sutil ou muito explícita, mas de qualquer maneira é inaceitável.

A curto prazo coloca a vítima em posição de sofrimento e a longo prazo pode contribuir no surgimento de transtornos psicológicos.

7 sinais de manipulação emocional

A manipulação emocional nem sempre é óbvia… Manipuladores podem ser muito bons no que fazem e passarem despercebido. Então como identificar tal situação? Leia o texto e confira 8 sinais de manipulação emocional

1. Manipulam por meio de palavras

Valor Consulta Psicóloga Bárbara






Não quero informar nome ou e-mail





Um manipulador pode dizer coisas de forma que pareça genuína e honesta. Eles são exímios na arte de esconder suas verdadeiras intenções.

Por exemplo, você pode expressar raiva para eles por perder um aniversário/ocasião especial e eles respondem algo como “nossa, você me deixa muito triste em pensar que eu esqueceria o seu aniversário”. Ou ainda “nossa, eu minto porque você me obriga”.

É muito comum que eles usem as palavras para fazer você se sentir culpado por algo que, na realidade, você não tem culpa. Pode ser de um simples esquecer a data de aniversário e parar até mesmo em agressões mais graves.

2. Distorcem fatos

Outra forma de manipulação é quando eles distorcem o que aconteceu ou o que você falou. Usa frases fora do contexto ou reconta um fato na visão deles.

E alguns são tão bons que são capazes de fazer você acreditar nisso. Normalmente eles justificam o mau comportamento deles e culpam você.

>>> Veja também: É discussão ou abuso verbal?

3. São ótimos em fazê-lo sentir culpa

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

A culpa é uma das grandes armas da manipulação emocional. É sempre você. Você deixou de falar ou falou demais. Você se preocupa demais ou não se preocupa. Você é cuidadoso demais ou desleixado…

Enfim, o manipulador sempre tentará convencê-lo de que a culpa do mau comportamento é sua. E eles são ótimos em se colocarem na posição de vítima.

>>> Veja também: Sentimento de culpa

4. Minimizam seus problemas

Como Escolher seu Psicólogo

Nesse guia completo você vai conhecer tudo sobre psicólogos e psicoterapia. A escolha do psicólogo certo para você envolve diversos fatores. Descubra aqui.

COMO ESCOLHER O SEU PSICÓLOGO

Os manipuladores emocionais não se importam com seus problemas pessoais. Sempre que você fala algo como “nossa, estou com enxaqueca” eles vão dar um jeito de convencê-lo que eles têm um problema muito pior.

Eles vão pegar suas falas e fazer com que você se sinta culpado por dizer qualquer coisa, já que os problemas deles são muito piores, o trabalho deles é mais estressante, a vida deles é mais difícil… Ou tentarão fazê-lo acreditar nisso.

>>> Veja também: Como lidar com dores emocionais

5. Passivo-agressivo

O comportamento passivo-agressivo é muito comum na manipulação emocional. Eles costumam dizer coisas boas para você, mas superficiais.

Em seguida vão depreciá-lo, inventar algum problema, bagunçando sua saúde psicológica. Ou simplesmente ficarão em silêncio do nada, deixando-o ainda mais culpado, querendo descobrir o que “fez de errado”.

6. Vampiros energéticos

Os manipuladores emocionais têm uma nuvem escura que os segue onde quer que eles vão. Quando eles entram na sala, a nuvem envolve todos, então a atenção cai para eles. Aos poucos nos sentimos enfraquecidos.

São tóxicos e sempre vão tentar tirar a nossa alegria. A melhor coisa que podemos fazer é nos afastar.

7. Agressão

Manipuladores geralmente usam linguagem e ações agressivas para intimidá-lo. Se percebem que você não os confronta, eles farão com que você se sinta desconfortável e, portanto, eles conseguirão o que querem facilmente.

As agressões tendem a ficar cada vez piores, podendo partir para situações de abuso conforme vão “avançando” na sua forma de manipulação emocional.

>>> Veja também: Relacionamento Abusivo

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Experts em manipulação emocional podem atraí-lo parecendo calorosos e gentis. Mas, com o tempo, suas verdadeiras intenções tornam-se claras com comportamento agressivo, tratamento silencioso e acessos de raiva.

Se você reconhecer esses “sinais, poderá sentir que é difícil se libertar por culpa e lealdade, mas é vital para sua própria saúde mental. E a ajuda de um psicólogo pode ser muito valiosa para reconquistar sua liberdade, felicidade e autoestima por meio da terapia.

Gostou desse artigo? Então pode se interessar por esse: 10 sinais de que o relacionamento não vai bem.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • O que é insônia

    O que é insônia
    A insônia é um distúrbio que prejudica a capacidade de adormecer ou permanecer adormecido ao longo da noite, acarretando problemas cognitivos como atenção, memória e criatividade
  • Como lidar com dores emocionais

    Lidar com dores emocionais
    A dor emocional é um sentimento incômodo de origem psicológica que pode gerar tristezas, depressão e outras sensações negativas. Um psicólogo pode ser bastante útil nessa fase.
  • Mães Narcisistas

    Mães Narcisistas
    Nesse artigo você entenderá as características de mãe narcisista e de pessoas narcisistas e também saberá o que pode ser feito.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC