Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

Terapia Cognitivo Comportamental

A TCC, ou mais conhecida como Terapia Cognitivo-Comportamental, tem sido procurada em clínicas de psicologia cada vez com mais frequência.

Isso porque se trata de uma abordagem mais diretiva, com menos tempo de duração do tratamento e focada no problema exato que o paciente leva ao terapeuta.

O objetivo da Terapia Cognitivo Comportamental é nos mostrar que o que tem influência sobre nós não são diretamente os acontecimentos e situações diárias, mas sim a forma que interpretamos cada uma dessas situações.

Como?

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

A Terapia Cognitivo Comportamental acredita que nós somente temos um comportamento após passar pela etapa do pensamento, que nos leva a ter uma emoção e, a partir daí, agir de acordo com esta emoção.

Por exemplo, se uma pessoa recebe uma crítica em seu local de trabalho, geralmente, qual seria o pensamento? “Ele (a) tem razão, sou mesmo um fracasso, nunca conseguirei nada”; qual seria o sentimento? Tristeza; como seria o comportamento? Isolando-se.

E é exatamente neste aspecto em que a TCC poderá ajudar o paciente: evitando que este tenha o pensamento negativo e, consequentemente, evitando que desencadeie uma série de questões e sentimentos negativos em sua vida.

O que é Terapia Cognitivo Comportamental?

A Terapia Cognitivo Comportamental é uma linha de terapia breve que possui a finalidade de alterar padrões de pensamento. Seu modelo é cientificamente comprovado por meio de estudos.

O processo terapêutico com base nesta abordagem pode levar de três a seis meses, onde se trabalha com a criação de estratégias para lidar com o sofrimento.

O psicólogo encoraja seus pacientes a entenderem seus problemas e identificarem novas formas de enfrentamento.

Essa abordagem possui como princípio básico a suposição de que não são as situações que determinam as emoções e os comportamentos, mas sim, as interpretações a respeito dessa situação.

Desta forma, a TCC busca uma reestruturação, a fim de reformular sistemas de esquemas e crenças do paciente por meio da intervenção clínica, utilizando-se de técnicas que buscam desafiar estes esquemas e crenças disfuncionais que ao longo do tempo tornaram-se rígidos.

Psicólogo e TCC

O que são crenças para a Terapia Cognitivo Comportamental?

Sempre que uma pessoa experimenta um estado de humor, existe um pensamento relacionado a ele, por isso, é importante identificar quais são os pensamentos que estão relacionados com suas crenças.

Estas crenças, por sua vez, levam aos diferentes estados de humor. Por exemplo, terminar um relacionamento, para uns pode significar fracasso, e para outros, oportunidade de crescimento pessoal.

Desta forma, a Terapia Cognitivo Comportamental busca olhar a situação de diversos pontos de vista, a fim de levar o paciente a novas conclusões, elaborando pensamentos alternados que surgem de uma visão aumentada de si mesmo e da situação, readaptando emoções, sentimentos e comportamentos antes desajustados.

Como funciona o processo terapêutico com base na Terapia Cognitivo Comportamental?

Através de testes comportamentais (feitos somente por um profissional capacitado), o psicólogo, em um primeiro momento, identificará qual a frequência de pensamentos negativos de seu paciente, e qual a emoção que mais se manifesta diante destes pensamentos, tais como: raiva, tristeza, ansiedade, medo, entre outras.

Com esta informação, o terapeuta trabalhará com o paciente a forma de o mesmo poder identificar seus pensamentos negativos e desafiá-los automaticamente, quando a situação desagradável surgir.

O maior foco da TCC é mostrar ao paciente que é possível mudar completamente uma situação, apenas com a forma que ele pensa. Ou seja, a forma que o paciente vê o mundo.

Em contrapartida, apesar de parecer simples quando lemos a respeito, desafiar os próprios pensamentos não é tarefa das mais fáceis.

Por isso, a ajuda de um profissional especializado é sempre muito importante, até para que a tarefa de se desafiar se torne uma rotina e não apenas algo momentâneo, para que, em seguida, volte tudo como era.

Qual é o seu nível de:

ANSIEDADE
ESTRESSE
DEPRESSÃO
FAZER O TESTE

Terapia Analítico Comportamental é a mesma coisa que a Terapia Cognitivo Comportamental?

A Terapia Analítico Comportamental tem como foco a pessoa em seu contexto e, como objetivo, minimizar o sofrimento do paciente, fazendo-o ter outro olhar diante das situações que lhe causam angústia e preocupação.

Já na primeira consulta, o psicólogo deverá coletar o maior número de informações possíveis relacionadas ao motivo que trouxe o paciente ao consultório.

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Thais






Não quero informar nome ou e-mail





Somente com base em dados bastante aprofundados é o que psicólogo poderá planejar o tratamento específico para a demanda do paciente.

É importante pensarmos que cada caso é um caso e não existe uma fórmula precisa de terapia, pois cada paciente é um paciente, com limitações, angústias e histórico de vida diferentes.

Do mesmo modo que os relatos do paciente são de extrema importância, também caberá ao terapeuta se atentar e saber ouvi-lo.

No primeiro caso, a ideia é que o terapeuta esteja atento ao que o paciente lhe diz além das palavras.

Por exemplo, seu estado físico, que tende a dizer muito sobre seu estado interno, que às vezes é mais difícil para se tornar público, e o modo como se “comporta” na sessão (olhar muitas vezes ao relógio, suar, gaguejar, roer unhas, etc.).

Como funciona o processo terapêutico com base na Terapia Analítico Comportamental?

Dentre as variadas maneiras que são desenvolvidas dentro do processo terapêutico, destaca-se a interação entre terapeuta e paciente, o que possibilita a reprodução das relações do paciente com outras pessoas.

Desse modo, é possível uma intervenção mais assertiva sobre os “comportamentos-problemas” apresentados em sessão, que acontecem em outros lugares e que acabam causando sofrimento ao paciente.

O diálogo entre terapeuta e paciente são fundamentais, bem como a transparência do paciente com relação aos seus sentimentos, emoções e pensamentos.

O processo funciona como um trabalho em equipe, que depende de ambos para o bom desempenho.

Em que momento é importante buscar a ajuda de um psicólogo?

Terapia Comportamental

Em geral, buscar a ajuda de um psicólogo ou o serviço de uma clínica de psicologia é sempre bem-vindo, mesmo que não tenha nada incomodando você no momento.

O psicólogo, através da psicoterapia, irá ajudar o paciente na busca do autoconhecimento e equilíbrio emocional, que atualmente, em meio ao estresse e ansiedade do dia-a-dia, tem se tornado algo cada vez mais frequente.

Tanto a Terapia Cognitivo Comportamental quanto a Terapia Analítico Comportamental são abordagens que focam numa outra forma de entender a questão que o paciente leva à terapia, o que não significa que não seja procurada também para tratar questões do passado em que o paciente tem interesse em esclarecer para si mesmo.

Mas, mais do que ir em busca do autoconhecimento, um psicólogo deverá sempre ser contatado quando o paciente sente que algo não está bem.

Quando percebe que os pensamentos estão sendo cada vez mais pessimistas em relação às coisas e que isso já está afetando a rotina e a rotina daqueles que estão ao redor.

O papel do psicólogo será auxiliar o paciente a reencontrar o seu equilíbrio emocional e, em alguns casos, comportamental; e, assim, viver de forma mais saudável e feliz.

O papel do psicólogo no processo terapêutico

Os Psicólogos

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O psicólogo, principalmente nos primeiros encontros, terá o papel de escutar as queixas contadas pelo paciente, mas não uma escuta simples, como muitos acreditam.

Enquanto o psicólogo ouve a queixa do paciente, seus sentimentos e expectativas, ele já está utilizando técnicas e estratégias para que o paciente fale com profundidade sobre a maneira que se sente, e a principal ferramenta é saber fazer as perguntas corretas.

É papel do psicólogo ajudar o paciente com uma escuta ativa e completamente livre de julgamentos, questionando apenas pontos específicos que podem não ter ficado totalmente claros.

O objetivo da terapia é o de possibilitar autoconhecimento e autonomia para o paciente, ensinando-o, na relação terapeuta-paciente, a se observar e a compreender as relações que acontecem à sua volta.

Assim, será possível que o próprio paciente identifique no decorrer de sua vivência, os momentos em que utilizará as ferramentas emocionais que descobriu em si mesmo ao longo do processo terapêutico, assim como, os comportamentos que lhe possibilitam consequências agradáveis, para então, decidir se vai modifica-los ou mantê-los.

Psicólogos que podem lhe ajudar?

Conheça todas as psicólogas e psicólogos clínicos que podem lhe ajudar com sessões de psicoterapia na seção psicólogos. Você pode ver o perfil de cada um, além de ver o valor das sessões e horários para agendamento.

Thais Pamplona

CRP 113309/06

Psicóloga Thais

Especialista há quase dez anos na abordagem Humanista, possui curso de extensão em Terapia Cognitivo Comportamental, vasta experiência com atendimentos de adultos e terapia de casal…

Clarissa Karnaks

CRP 112399/06

Psicóloga Clarissa

Especialista em Gestalt e Humanista, cursos extensão entre eles pelo Instituto de Gestalt de São Paulo. Foco em adultos, casais, ansiedade, relacionamentos, estresse, profissão, depressão…

Marcela Paes

CRP 91490/06

Psicóloga Marcela

Atua com Terapia Cognitivo Comportamental, certificada em Thetahealing pelo ThetaHealing Institute, focada em casos de ansiedade, relacionamentos, casais, carreira e profissão…

Rosana Ferreira

CRP 111626/06

Psicóloga Rosana

Pós graduanda em Neuropsicologia, atua com Terapia Cognitivo-Comportamental, pós graduada em Gestão Empresarial, vasta experiência em liderança e gestão de pessooas…

Cristiane Zanoelo

CRP 78564/06

Psicóloga Cristiane

Pós graduada em Neurociência e Psicologia Aplicada pela Universidade Mackenzie. Possui certificação em Coach e Análise Comportamental pela SLAC…

Andrea Ferreira

CRP 113065/06

Psicóloga Andrea

A psicóloga Andréa Ferreira é pós-graduanda em Terapia Cognitivo-Comportamental pelo Instituto de Terapia Cognitiva (ITC) de São Paulo e possui formação…

Paula Slemian

CRP 68061/06

Psicóloga Paula

A Psicóloga Paula Slemian é pós graduada pela UNIB em Desenvolvimento Humano e Qualidade de Vida e atua com Terapia…

Priscilla Mendes

CRP 93223/06

Psicóloga Priscilla

Pós-graduada em Neuropsicologia pela faculdade FMU, realizou curso de extensão em Análise do Comportamento pelo Núcleo de Estudos Paradigma e é…

Katia Brito

CRP 112126/06

Psicóloga Katia

Especialista na abordagem psicanalítica e conta com diversos cursos de extensão para a contribuição do desenvolvimento humano. Possui experiência em…

Ajuda para Escolher seu Psicólogo?

Se você quiser algumas dicas para escolher o psicólogo mais apropriado para o seu caso, confira esse guia completo

COMO ESCOLHER SEU PSICÓLOGO

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Psicóloga Responsável
Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC

4 comentários em “Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)

  1. Dra Thaiana, boa noite! Quero dar meus parabéns pelos artigos publicados. Eles são pelo menos para mim, de excelente qualidade. Tem me ajudado muito. Mostra artigos dos mais variados problemas que enfrentamos no dia a dia. Excelente site. Gosto muito. E já indiquei à diversas pessoas.
    Preciso para melhorar mais ainda minha qualidade de vida, agendar com um profissional relacionado aos meus problemas. Mas como disse, os artigos são ótimos, só tenho a agradecer e dar parabéns mais uma vez!

    • Olá, fico feliz que os artigos tenha contribuído de forma positiva em sua vida, obrigada pelo seu comentário. Abraços,

  2. UAU, excelentes artigos!
    Continue produzindo artigos com os temas vivenciados por muitos, pois esses artigos têm ajudado bastente na compreensão de vários problemas…
    Por outra, gostaria receber os artigos em PDF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *