Terapia de casal para namorados?

Categoria dos serviços do psicólogo: terapia de casal, relacionamentos, casamento
Terapia de casal para namorados

Pode até soar estranho, mas existe, sim, terapia de casal para namorados. O que ocorre é que temos a imagem de que o namoro é uma fase tranquila, sem conflitos e com muito romantismo. Mas a realidade, muitas vezes, não corresponde a esta imagem. Por ser uma fase em que duas pessoas estão se conhecendo, podem suceder muitas dúvidas, desconfianças, dificuldade de diálogo e até brigas. Nestes casos, o psicólogo é o aliado ideal para ajudar o casal a reencontrar a harmonia ou, se o relacionamento estiver condenado, a entender que o rompimento é a melhor solução.

Terapia de casal para namorados

Duas vidas se encontram, se apaixonam e descobrem gostos em comum. Mas mesmo com toda a paixão que existe no namoro, não podemos esquecer que é o movimento é de encontro de dois seres únicos, com seus medos, anseios, valores e sonhos. No desenrolar do namoro podem surgir situações que desestabilizam a relação e colocam o casal em cheque.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo para terapia de casal, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

O objetivo da terapia nesta fase do relacionamento é superar esses conflitos e devolver a leveza que deve existir no período de namoro. Ciúmes excessivos, discussões frequentes, cobranças, planos e interesses divergentes, intolerância, são algumas das causas de problemas de relacionamento entre namorados e que podem levá-los a buscar a terapia.

Mágoas e ressentimentos

Certamente, antes de recorrer à terapia, o casal já fez várias tentativas para que o relacionamento volte a ter a harmonia que esta fase requer, porém sem sucesso. Muitas vezes, a visão da realidade está prejudicada e cada um interpreta os problemas à sua maneira, não conseguindo enxergar através do outro, o que dificulta a compreensão da outra parte causando mágoas e ressentimentos.

A terapia de casal tem importância significativa no namoro. Afinal, se o casal procura por este recurso é porque deseja realmente ficar junto, entende que existe amor e quer salvar este relacionamento.

Quando não tratados os conflitos do período de namoro e a relação se encaminha para o casamento, os problemas podem se agravar ainda mais, fazendo com que o matrimônio já comece condenado à turbulências.

Como o psicólogo conduz a terapia para namorados?

Normalmente, o psicólogo terá que restaurar primeiramente a comunicação entre o casal, através do estímulo ao diálogo franco e sincero, em que cada um deverá expor o que o está incomodando e que tem mantido guardado. É fundamental o entendimento por parte do casal, de que só existe harmonia no relacionamento se houver diálogo verdadeiro, nada deve ficar oculto.

Após restaurar a comunicação e tendo sido expostos os problemas de ambas as partes, o psicólogo poderá traçar estratégias para solucionar os conflitos existentes. E, também, orientar o casal na maneira de agir para que a relação estremecida possa voltar a ter forças.

O casal precisa realmente estar disposto a retomar o relacionamento, pois algumas situações propostas pela terapia poderão exigir algum esforço e renúncia. Sendo assim, a terapia orienta e apresenta soluções para que, em conjunto, chegue-se a um relacionamento melhor. Porém, a decisão de manter e melhorar o relacionamento deve partir das duas pessoas envolvidas. Ambos precisam ter esse desejo e convicção.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.