O oposto da depressão não é a felicidade!

Categoria dos serviços do psicólogo: depressão
O oposto da depressão não é a felicidade

Muita gente acaba confundindo e até usando os termos errados quando o assunto é depressão. É muito comum a gente ouvir, por exemplo, que tal pessoa perdeu a alegria de viver e está depressiva. Ou que fulano está muito triste e deve estar com depressão. É preciso ficar claro que depressão não é o contrário de felicidade. É mais correto e adequado dizer que a pessoa perdeu a vitalidade e a energia para fazer as coisas que costumava fazer até então. É neste caso que, possivelmente, ela está com depressão. Neste texto, você vai saber mais sobre depressão e como um psicólogo pode ajudar a levar o paciente à cura.

Ninguém está livre de sentir tristeza e ficar aborrecido e desanimado. Estes sentimentos fazem parte da vida de qualquer pessoa. Porém, quando o vazio, o desânimo, o desespero, a falta de concentração, o abatimento, a melancolia e a apatia tomam conta da pessoa impedindo que ela siga sua rotina pessoal e de trabalho, é hora de buscar ajuda e orientação especializada. O psicólogo é o profissional ideal para tentar entender junto ao paciente o que está ocorrendo. Ele pode avaliar se é o caso é de depressão ou apenas um episódio de tristeza e desânimo.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para questões de depressão, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Falta de interesse e esgotamento também são sintomas de depressão

Quando o humor diminui e a pessoa passa a não ter prazer nas coisas que antes a alegravam e davam uma sensação de satisfação é sinal que algo está errado. A falta de interesse pelos familiares antes tão amados, amigos antes tão queridos, opções de lazer anteriormente esperadas e trabalho até então levado tão seriamente também pode indicar que a depressão está se instalando. Ela afeta a saúde e o bem-estar da pessoa fazendo, com que se sinta esgotada após tarefas simples.

Outro sintoma da depressão é quando tudo parece ter perdido o sentido. São comuns os relatos de pessoas que passaram pelo processo de depressão dando conta de que não viam mais graça em viver e, nos casos mais extremos, pensaram até em colocar fim na sua própria vida. A tormenta física e emocional é tamanha que podem aparecer dores pelo corpo, enjoos, diarreias, tonturas, insônia e irritabilidade, entre outros.

Depressão tem cura

Aprender a lidar com a depressão não é fácil. Mas é preciso encarar e não hesitar em buscar o tratamento adequado que, não só existe, como apresenta grandes chances de cura. Independentemente das possíveis causas e das peculiaridades de cada situação, as áreas médica e psicológica têm estudado muito o tema e oferecem alternativas que ajudam as pessoas a diminuírem os seus níveis de depressão e ter o alívio total da angústia provocada por ela.

Listamos, a seguir, alguns comportamentos que podem indicar a doença.

13 sinais de que uma pessoa está com depressão

  • Ficar sem dormir por horas seguidas à noite ou dormir demais durante o dia;
  • Sentir-se sem esperança, solitário e desamparado;
  • Ficar irritado e de mau humor sem razões aparentes;
  • Ter dificuldade de concentração numa atividade profissional ou de lazer, como assistir a um filme ou ler um livro;
  • Perder o controle sobre seus próprios pensamentos – confusão mental;
  • Ter somente pensamentos negativos;
  • Achar que não vale a pena mais viver por não encontrar sentido nas coisas;
  • Se sentir incapaz de realizar, raciocinar e agir;
  • Perder o apetite sexual sem nenhuma razão aparente;
  • Ter uma drástica mudança de apetite: comer muito mais que antes ou muito menos;
  • Ter a sensação que o organismo está sem energia;
  • Achar que todos estão te observando ou te escondendo coisas importantes;
  • Ter dores que mudam de lugar.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.