Baixa Autoestima

Categoria dos serviços do psicólogo: ajuda emocional
Baixa Autoestima

A autoestima se manifesta de forma não proposital, baseada em nossas próprias experiências com as pessoas e o mundo. Um bom exemplo é quando um indivíduo que normalmente recebe muitos elogios tende a se sentir sempre bem e sua autoestima estar sempre alta.

Da mesma forma acontece quando a pessoa passa por situações onde é destratada ou alvo de piadas – situações como essa fazem com que a pessoa sinta sua autoestima abalada, passa a desacreditar em si mesma, pensar que tudo que construiu até o momento foi em vão, que não é capaz, e essa pessoa se frustra. Isso é chamado de baixa autoestima.

Conhecendo seu valor

Já conheceu alguém que tentou se suicidar ao terminar um relacionamento? Esse é um grande exemplo de pessoa que não sabe ou não reconhece o seu valor. Para este indivíduo, o seu valor estava depositado no outro, e, ao terminar o relacionamento, a pessoa ficou com a autoestima abalada, pois não sabia do seu verdadeiro valor.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para buscar ajuda emocional, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

A baixa autoestima afeta todas as áreas da vida do indivíduo: no trabalho, na família, na escola e, possivelmente, em todos os demais setores e ambientes que esse indivíduo está inserido. Inclusive, é fácil notar quando alguém não se gosta, quando está sempre com humor negativo – tudo isso tende a fazer com que os demais se afastem, e isso acaba tornando-se um ciclo: quanto mais as pessoas se afastam, mais o indivíduo com baixa autoestima tende a isolar-se, sentindo-se cada vez mais triste e deprimido.

Sintomas comuns da baixa autoestima:

  • Sentimento de Insegurança
  • Sentimento de dependência
  • Sentimento de raiva
  • Sentimento de inveja
  • Se sente inferior
  • Sentimento de incapacidade
  • Entre outros

Causas que levam aos sintomas citados:

  • Críticas
  • Vergonha
  • Timidez
  • Rejeição
  • Abandono
  • Entre outros.

Como o psicólogo vai me ajudar?

Como vimos, a baixa autoestima passa por um processo até tornar-se um verdadeiro problema. Resumidamente, a baixa autoestima são os pensamentos negativos sobre si mesmo. O psicólogo irá ajudar o paciente através de exercícios e testes mentais com imagens a intervir nos pensamentos negativos, levando a não autocrítica.

Como devo agir?

Para a pessoa que tem baixa autoestima, num primeiro momento, é importante se aceitar e aceitar que tem um problema e que precisa ser resolvido. Entender que todos nós, seres humanos, somos formados de defeitos e qualidades, o que torna cada ser humano único.

Se há algo que pode ser transformado, deve ser mudado conforme seu desejo. Contudo, é importante aceitar aquilo que é nosso e que não pode ser mudado. A pessoa com esse transtorno deve observar como vem tratando a si mesmo, sobretudo o que pensa sobre si e o que compara diante das outras pessoas.

Ninguém é igual a ninguém, sua referência é você mesmo! Caminhe rumo a uma vida mais tranquila e feliz!

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.