Entendendo melhor o transtorno de ansiedade

Categoria dos serviços do psicólogo: ansiedade
Entendendo melhor o transtorno de ansiedade

É comum que as pessoas fiquem nervosas ou ansiosas de tempos em tempos – ao falar em público, por exemplo, ou quando estão passando por dificuldades financeiras. Porém, para algumas pessoas, a ansiedade se torna tão frequente e tão intensa que começa a tomar conta da vida delas, causando grande impacto na qualidade de suas vidas. É quando a ansiedade torna-se patológica, necessitando de tratamento psicológico.

Esse tipo de ansiedade limita a percepção e dificulta a tomada de decisões, evoluindo com restrição social e impactando negativamente diversos aspectos da vida da pessoa.

A mente de uma pessoa ansiosa nunca para e está sempre criando cenários e possibilidades, normalmente, desfavoráveis. Ela está sempre tentando controlar um ambiente, uma situação, uma pessoa, como uma tentativa ilusória de evitar que o pior aconteça e de afastar os pensamentos catastróficos.

Se você estiver procurando psicólogo em São Paulo, para questões de ansiedade, então conheça os psicólogos que prestam serviços de psicologia no nosso consultório, veja o valor das sessões e agende sua consulta aqui mesmo pelo site.

Chamamos esse tipo de ansiedade patológica de Transtorno de Ansiedade. Como exemplo, segue alguns tipos desse transtorno: TAG (transtorno de ansiedade generalizada), Síndrome do Pânico, Estresse Pós Traumático, TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), Fobias Específicas, etc.

SINTOMAS DO TRANSTORNO DE ANSIEDADE:

A pessoa que sofre desse transtorno provavelmente sentirá alguns desses sintomas por um longo período de tempo:

1- Preocupação Excessiva com questões rotineiras;

2- Problemas de sono: dificuldade em desligar (insônia);

3- Medos Irracionais, desproporcionais ao real risco envolvido;

4- Tensão muscular constante, como apertar a mandíbula, tensionar os punhos, etc.;

5- Indigestão crônica: manifestações físicas como problemas digestivos crônicos;

6- Dificuldades de Relacionamentos Sociais;

7- Ataques de Pânico: sensação repentina de medo extremo que pode durar vários minutos, acompanhados por sintomas físicos assustadores como aperto na garganta e peito, coração acelerado, falta de ar, tontura e fraqueza, suor nas mãos, tremores, dores no estômago e no peito;

8- Perfeccionismo: necessidade de estar constantemente a julgar a si mesmo, ou sentir ansiedade antecipatória de cometer erros;

9- Rituais de Comportamentos compulsivos de ordem mental (dizendo-se: vai dar tudo certo repetidamente) ou física (lavar as mãos, etc.) e de pensamentos obsessivos;

10- Alteração de humor: Irritabilidade/ Intolerância, sensação de estar “a flor da pele”, angústia (apreensão), sensação de morte iminente.

TRATAMENTO

O tratamento passa pelo reconhecimento dos sintomas e pela busca de ajuda especializada. Há casos que para obtermos melhores resultados, sugere-se como tratamento a combinação de terapia medicamentosa (ansiolítica e antidepressiva) e psicoterapia em conjunto.

O processo psicoterapêutico tem como objetivo conduzir a pessoa a identificar a fonte da ansiedade: pensamentos, sentimentos e comportamentos que estão envolvidos no quadro ansioso. O tratamento ajudará a enfrentar e resolver os problemas, a reconhecer os padrões de comportamento repetitivo, rever sua história de vida com outra ótica, lidar melhor com as crises existenciais, etc.

Se você se identificou com este texto ou com alguns sintomas citados acima, sinta-se a vontade para vir conversar! Buscar ajuda é um ato de coragem e pode ser o inicio de uma nova etapa de vida!

Autora: Taiz Vesco (Psicóloga CRP 06/06/55747)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.